Resenha de Livros: Os 13 Porquês

OS 13 PORQUÊS – JAY ASHER

POR RENATA BUSTAMANTE

É uma tarde como outra qualquer. Clay Jensen chega à casa dele após um dia rotineiro de aula e encontra um pacote na soleira da porta. Ao abri-lo, ele se depara com sete fitas cassete. Nos dias de hoje, em que tecnologias avançadas nos cercam por todos os lados, isso por si só já gera curiosidade. Quem não as escutaria?os13porquês

Ao colocar a fita número 1 para tocar, ele ouve: “Olá, meninos e meninas. Quem fala aqui é Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo”. Não seria nada anormal se Hannah não estivesse morta. Sim, morta. A adolescente havia ingerido um monte de comprimidos duas semanas antes e, agora, Clay ouvia a voz dela sem entender muita coisa. Até que a fita continuou: “Espero que estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, por que ela chegou ao fim. E, se estiver escutando estas fitas, você é um dos motivos”.

Sinceramente, eu não sei o que faria com uma informação dessa. Não consigo imaginar ter qualquer impacto em uma pessoa que tirou a própria vida. A ideia do livro Os 13 porquês é exatamente essa: o que você faria se descobrisse ter alguma responsabilidade sobre um ato tão trágico?

Cada lado das fitas trazia uma história, um “culpado”, e indicava um lugar específico. Segundo Hannah, a regra era simples: ouvir e repassar as fitas. Clay achou que devia ter recebido o pacote por engano, mas mesmo assim fez o indicado – e foi aos lugares. Ele se envolveu profundamente nos últimos dias de Hannah. A cada fita, a cada história, ele tomava conhecimento dos motivos que a fizeram não encontrar sentido em viver. E lamentava não ter ajudado mais, não ter percebido o quanto ela se sentia infeliz. E, isso era algo com o qual ele teria que conviver para sempre.

O livro tem uma narrativa muito leve, apesar de o assunto ser tão profundo. Cada lado das fitas corresponde a um capítulo da obra. Cada capítulo traz um personagem – que cruzou com Hannah Baker e a marcou de forma definitiva. O texto mescla os relatos de Hannah e os pensamentos de Clay. É uma viagem de Clay em direção à verdade – a verdade de Hannah, dos colegas e orientadores da escola. É uma viagem a saber que nossos atos geram consequências em nós mesmos e nos outros.

O autor Jay Asher diz que “(…) é importante estarmos conscientes do modo como tratamos os outros. Mesmo que alguém pareça ignorar um comentário casual ou não se deixar afetar por um boato, é impossível saber tudo o que se passa na vida daquela pessoa e o quanto podemos ampliar sua dor. As pessoas têm impacto na vida dos outros; isso é inegável”. Você seria uma pessoa melhor se achasse por um minuto que poderia impactar a vida de alguém? Se sim, então, seja melhor agora! Seus atos têm impacto, sim! Seja um porquê de alegria na vida das pessoas que a cercam.

Minha avaliação: ♥♥♥♥

Sinopse oficial:

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Dados técnicos:

Capa comum: 3256 páginas

Editora: Atica Editora

Idioma: Português

Dimensões do produto: 21 x 14 x 1 cm

Peso do produto: 350 g

Um comentário sobre “Resenha de Livros: Os 13 Porquês

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s