Maratonas: Maratona Literária de Inverno 2015 Geek Freak

11062936_1654467151448965_3844342147860083180_n

 

Olá leitores do Coração,

Como alguns sabem, o canal Geek Freak está promovendo sua Maratona Literária de Inverno e nós do Blog Livros do Coração não poderíamos ficar de fora dessa! Para participarmos, 4 de nós elegeu os livros que queria e dividimos entre nós, já que essa leitura da maratona já é um extra além das leituras de resenhas aqui para o Blog.

Participando dessa maratona pelo Blog estão: Bianca Pascoal, Bianca Patacho, Vanessa Fiorio e Vanessa Nunes;

Ao término de cada livro lido para a maratona sai uma resenha fresquinha para vocês. E, neste post e na página do Facebook vamos publicando o andamento e a conclusão dos desafios.

Quem quiser conhecer mais sobre a Maratona, o Victor, do Canal Geek Freak, preparou um vídeo explicativo. Clique aqui para assistir.

E, para quem quiser acompanhar as novidades e atualizações da maratona, segue a Página Oficial do Evento no Facebook.

 

DESAFIOS

  • 1) Um livro com figuras ou ilustrações;
  • 2) Comece e/ou termine uma série, trilogia ou duologia;
  • 3) Um livro que alguém escolheu por você;
  • 4) Um livro que já virou ou vai virar uma adaptação cinematográfica;
  • 5) Um livro com a capa azul;
  • 6) Um livro do gênero que você menos leu ano passado;
  • 7) Um livro que você ganhou;
  • 8) Um livro com mais de 400 páginas;

 

TBR TEMÁTICA

  • Semana 1: Fantasias, Distopias e/ou Ficção Científica
  • Semana 2: Thriller, Suspense e/ou Terror
  • Semana 3: YA Contemporâneo, Romance e/ou Drama
  • Semana 4: Livros nacionais

 

Nossa Seleção

Primeira Semana

1 – Monica em O rabo da Lagartixa – Gibi (Desafio 01) = Bianca Patacho √

2 – Entre nós – Cátia Mourão  (Desafio 02) – TBR Fantasia = Bianca Patacho

3 – Cidades de Papel – John Green (Desafio 04) = Bianca Pascoal √

4 – Jogos Vorazes – A Esperança – Suzane Collins (Desafio 05) = Vanessa Nunes √

 

Segunda semana

5 – Insensatez – Tania Lopes (Desafio 07) = Bianca Pascoal √

6 – Hora Morta – Ane Cassidy – TBR Suspense = Vanessa Nunes

7- Só o amor pode curar – Clara Benício (Desafio 03) = Bianca Patacho

8- Dançando sobre cacos de vidro – Ka Hancock (Desafio 06) = Vanessa Fiorio √

 

Terceira semana

9 – Cidade dos Ossos – Cassandra Clare (Desafio 02) = Vanessa Nunes

10- Máquina de contar histórias – Mauricio Gomyde – TBR Romance = Vanessa Fiorio

11- Claro que te amo! Tammy Luciano = Bianca Pascoal

12- Um herói para ela – Lu Piras = Bianca Patacho

 

Quarta semana

13- Identidade – Brooke J. Sullivan (Desafio 08) = Bianca Patacho

14- Coração Adestrado – Débora Araujo – TBR nacional = Vanessa Nunes

15- Vingança Mortal – Raquel Machado  = Vanessa Fiorio

16- Função CEO A Descoberta do amor – Tatiana Amaral; = Bianca Pascoal

 

* Legenda: √ = Lido

 

Confira aqui a capas dos livros selecionados:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Tags: #MLI2015   #Livrosdocoracao

 

Resenha de Livros: Os 13 Porquês

OS 13 PORQUÊS – JAY ASHER

POR RENATA BUSTAMANTE

É uma tarde como outra qualquer. Clay Jensen chega à casa dele após um dia rotineiro de aula e encontra um pacote na soleira da porta. Ao abri-lo, ele se depara com sete fitas cassete. Nos dias de hoje, em que tecnologias avançadas nos cercam por todos os lados, isso por si só já gera curiosidade. Quem não as escutaria?os13porquês

Ao colocar a fita número 1 para tocar, ele ouve: “Olá, meninos e meninas. Quem fala aqui é Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo”. Não seria nada anormal se Hannah não estivesse morta. Sim, morta. A adolescente havia ingerido um monte de comprimidos duas semanas antes e, agora, Clay ouvia a voz dela sem entender muita coisa. Até que a fita continuou: “Espero que estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, por que ela chegou ao fim. E, se estiver escutando estas fitas, você é um dos motivos”.

Sinceramente, eu não sei o que faria com uma informação dessa. Não consigo imaginar ter qualquer impacto em uma pessoa que tirou a própria vida. A ideia do livro Os 13 porquês é exatamente essa: o que você faria se descobrisse ter alguma responsabilidade sobre um ato tão trágico?

Cada lado das fitas trazia uma história, um “culpado”, e indicava um lugar específico. Segundo Hannah, a regra era simples: ouvir e repassar as fitas. Clay achou que devia ter recebido o pacote por engano, mas mesmo assim fez o indicado – e foi aos lugares. Ele se envolveu profundamente nos últimos dias de Hannah. A cada fita, a cada história, ele tomava conhecimento dos motivos que a fizeram não encontrar sentido em viver. E lamentava não ter ajudado mais, não ter percebido o quanto ela se sentia infeliz. E, isso era algo com o qual ele teria que conviver para sempre.

O livro tem uma narrativa muito leve, apesar de o assunto ser tão profundo. Cada lado das fitas corresponde a um capítulo da obra. Cada capítulo traz um personagem – que cruzou com Hannah Baker e a marcou de forma definitiva. O texto mescla os relatos de Hannah e os pensamentos de Clay. É uma viagem de Clay em direção à verdade – a verdade de Hannah, dos colegas e orientadores da escola. É uma viagem a saber que nossos atos geram consequências em nós mesmos e nos outros.

O autor Jay Asher diz que “(…) é importante estarmos conscientes do modo como tratamos os outros. Mesmo que alguém pareça ignorar um comentário casual ou não se deixar afetar por um boato, é impossível saber tudo o que se passa na vida daquela pessoa e o quanto podemos ampliar sua dor. As pessoas têm impacto na vida dos outros; isso é inegável”. Você seria uma pessoa melhor se achasse por um minuto que poderia impactar a vida de alguém? Se sim, então, seja melhor agora! Seus atos têm impacto, sim! Seja um porquê de alegria na vida das pessoas que a cercam.

Minha avaliação: ♥♥♥♥

Sinopse oficial:

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Dados técnicos:

Capa comum: 3256 páginas

Editora: Atica Editora

Idioma: Português

Dimensões do produto: 21 x 14 x 1 cm

Peso do produto: 350 g

Notícias: Novo Layout do Blog

imagens-para-facebook-118

 

Queridos leitores,

Nosso Blog está passando por mudanças, sempre para melhor! 

E, para podermos colocar no ar um novo layout, mais bonito, mais responsivo, mais dinâmico, estaremos fora do ar por 48 horas.

Mas, não paramos por aí não!!! Continuamos nossas atividades nas redes sociais enquanto isso e, não se esqueçam: AMANHA TEM HANGOUT NO AR COM BABI A. SETTE.

Quando o novo layout estiver prontinho e liberado, vamos postar várias resenhas e lançar um novo sorteio. Então, fiquem de olho! E, por favor, não esqueçam de nos seguir no Facebook e no Instagram. Essa semana teremos um sorteio exclusivo no canal do Insta ok?

Beijos no coração,

Bianca Patacho

 

Promoções: 7 anos do Blog parceiro Conversas de Alcova

Não só hoje, mas o mês todo vai ser de festa no Conversas de Alcova que está completando 7 aninhos (é uma rapazinho quase) e por isso o Livros do Coraçãose uniu com outros 23 blogs para fazer essa festa. Ou seja quem ganha o presente são vocês!

 

Hoje vai ter uma festa, bolo e guaraná… ♫♪♫
O Tema escolhido para o aniversário do blog esse ano foi: Emoções Literárias. Porque cada leitura desperta em nós várias emoções, mas sempre tem aquela em especial e por isso os kits receberam os nomes das emoções que as leituras podem despertar em vocês. Escolham as que vocês querem sentir!
Continuar lendo

Hangout da Semana: Babi A. Sette

Banner Hangout Livros do Coração - Babi A Sette

Ola meus queridos leitores do coração,

Esse semana, nosso Hangout será na terça-feira, dias 04/08 as 20h, e a nossa convidada será a autora Babi A. Sette.

Suas obras são:

Entre o amor e o silencio

Clique aqui para comprar  o livro

10550878_379799918853768_1951664028146731501_n

 

 

 

 

A Promessa da Rosa

Clique aqui para comprar  o livro

capa a promessa da rosa

Resenha aqui no Blog

 

 

 

 

 

 

Para participar, basta acessar  o link do evento no dia e local combinados, e pronto!

Clique aqui para participar! 

 

Esperamos ver todos voces lá!

 

Beijos ♥

Veja nossa dica de autores de destaque para o dia do escritor

Um super Post do nosso parceiro Maracutaia Livros!

Maracutaia Livros

Writer

Apesar da multiplicação das mídias, dos meios e formatos de comunicação, a literatura continua mostrando sua força e longevidade, influenciando as demais artes e formas de entretenimento. No dia do escritor, a Maracutaia Livros preparou uma seleção de autores que conquistaram a notoriedade nos últimos anos ou permanecem relevantes ao longo de décadas.

Alan Moore – Mestre dos quadrinhos. Escritor britânico que ganhou notoriedade com seu estilo rebelde e suas histórias revolucionárias para o meio. Ajudou a elevar o status dos quadrinhos como arte. Escreveu os quadrinhos V de Vingança (1982-85), Miracleman (1982-84), recriou com maestria o personagem Monstro do Pântano (1984-87) e sacudiu o mercado com Watchmen (1986-87). Fez ainda Batman – A Piada Mortal (1988), Do Inferno (1989-96), A Liga Extraordinária (1999), Promethea (1999-2005), entre tantas obras importantes. Venceu nove vezes como Melhor Roteirista, o Prêmio Eisner, considerado o Oscar dos quadrinhos. Muitos de seus trabalhos foram adaptados para o cinema e repudiados pelo próprio autor;

Ver o post original 4.399 mais palavras

Resenha de Filmes: Carrossel – O Filme

Olá leitores do coração,

Ontem foi dia de assistir com as crianças no cinema CARROSSEL – O FILME. 541495.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Primeiro, devo confessar que fui assistir mais por conta deles mas, eu amei!

O Filme conta a história de um acampamento onde a turma do Colégio Mundial vai passar as férias. Além das diversas atividades e competições que o grupo vai participar, por conta de uma mal feitor interessado em arruinar o negócio local para que ele possa compra-lo para transformar numa fábrica, a turminha vai passar por diversas situações inusitadas e, depois de descobertas todas as tramoias de uma dupla muito enrolada eles terão que se unir para desmascarar os vilões e salvar o acampamento do fechamento iminente.

Achei muito bacana o enredo do filme e as várias cenas divertidas. Agregada a algumas cenas musicais, o filme definitivamente caiu no gosto da molecada que participava ativamente de tudo no cinema, inclusive os meus.

O Elenco do filme é o mesmo da novela exibida atualmente pela emissora de TV, só senti falta da Profa. Helena, cuja falta foi justificada logo no início do filme. Além da turma bagunceira de sempre, a Diretora Olivia, a auxiliar Graça, o dono do Acampamento Panapaná e o seu ajudante e o aspirante a galã Alan tiveram muitas aventuras pra viver. O público-alvo do filme é o infanto-juvenil e com certeza eles acertaram em cheio e o filme é um sucesso, tanto que as sessões estão encerrando rapidamente. Mas, não é só eles nao porque tambem vi muito adulto curtindo bastante o filme, assim como eu!

Então, se você ainda não assitiu, taí uma ótima dica pro final de semana, principalmente se você tem criancas!

Minha avaliação: ♥♥♥♥

 

Assista aqui ao trailer do filme:

 

Dados Técnicos:

Lançamento 23 de julho de 2015 (1h38min)
Dirigido por Alexandre Boury, Mauricio Eça
Com Jean Paulo Campos, Larissa Manoela, Maísa Silva mais
Gênero Aventura , Comédia , Família
Nacionalidade Brasil

 

Novo membro na Equipe: Aline Mendes

E tem gente nova chegando na equipe do Blog. Vamos conhecê-la?

Aline Mendes

Carioca, 31 anos, Amante das artes e da literatura.  Adora viajar, dançar, pedalar e LER MUITO

aline mendes

Gêneros do Coração: Romances, New aduts e Hot, suspense.

Autores do Coração: Sidney Sheldon, Agatha Christ, Machado de Assis, Mario Quintana, Juliana Parrini, Sylvia Day, Bya Campista, Carlie Ferrer, Lilian Guedes, Manu Torres, Patt Rossi… (É bem nacionalista… rsrs e valoriza muito a “nova geração”!)

Livros do Coração: Depois do que Aconteceu e Antes que Aconteça – Juliana Parrini (leu três vezes cada um em 2 semanas, só para não ter que deixar os personagens!) A série Crossfire – Sylvia Day, O estranho no espelho – Sidney Sheldon, A Cor do invisível – Mário Quintana

Livro de Cabeceira: Depois do que Aconteceu e Antes que Aconteça – Juliana Parrini

 

coração-com-boa-vinda-da-etiqueta-trajeto-de-grampeamento-incluído-34113785

Datas Comemorativas: Dia Mundial do Orgasmo

dia-do-orgasmo

 

Boa noite leitores,

Hoje é o Dia Mundial do Orgasmo e, em comemoração, nós preparamos uma listinha especial com uns títulos prá lá de quentes para embalar esse dia!

E os elencados foram:

1) Trilogia Peça-me o que quiser – Megan Maxwell;

2) Trilogia Real – Katy Evans;

3) Trilogia Principes Di castellani – Lani Queiroz;

4) Trilogia Redenção – Nana Pauvolih;

5) Trilogia Despedida de Solteira – Mila Wander;

6) 100 dias de Sensualidade – Janaina Rico;

7) Pele – Bya Campista;

8)  23 noites de prazer – Julianna Costa;

9) Série da Irmandade da Adaga negra – J. R. Ward;

10) Trilogia Up In the Air – R. K. Lilley;

 

E aí, o que acharam dos títulos selecionados? Concordam? Esquecemos de algum??? Comentem aí, queremos saber a opinião de vcs!!!

Beijos no coração.

 

Resenha de Livros: Cova 312

Cova 312 – Daniela Arbex

Por RENATA bustamante

1985. Ano emblemático para o Brasil. Era colocado ponto final em um dos capítulos mais Cova312tenebrosos do nosso país: o Regime Militar. Infelizmente, o fim da ditadura não colocou ponto final em certas questões. O que aconteceu, de verdade, aos presos da ditadura? O que aconteceu com tantos brasileiros desaparecidos? O que dizer para as famílias que desconheciam o paradeiro de entes queridos?

Muitos livros falam sobre as atrocidades cometidas pelas Forças Armadas brasileiras e confesso que, apesar de o assunto me intrigar, não li tantos quanto gostaria. Se todos forem como Cova 312, vou correr atrás de mais! Daniela Arbex (de quem sou fã desde “Holocausto Brasileiro” – leiam, é maravilhoso!) volta ao passado para revelar um dos muitos segredos militares: o que aconteceu com o corpo do único preso político morto na Penitenciária de Linhares, em Minas Gerais?

Milton Soares de Castro, um jovem gaúcho de 26 anos, estava tão inconformado com o regime militar que decidiu lutar pela pátria dele. A dele e a de tantos outros que se uniram por dias melhores. Milton foi integrante do primeiro e frustrado grupo de guerrilha após o golpe de 1964. Era o único civil a se unir a outros jovens na Serra do Caparaó, na divisa entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais. O guerrilheiro foi preso e morto em 1967, mas o destino do corpo dele só foi revelado 35 anos depois.

Até Cova 312, Milton era mais um brasileiro cujo destino permanecia desconhecido. A mãe dele – dona Universina – morreu sem saber que fim levou (realmente) o filho. Os irmãos de Milton – Edelson e Gessi – poderiam ter a mesma sina. Felizmente, isso não vai acontecer porque Daniela “conheceu” Milton. E, do suicídio dado como causa da morte, a história era bem diferente da que foi contada para a família dele pelos militares.

O livro reconstitui a curta vida, os sofrimentos e as circunstâncias da morte do jovem. Para isso, somos levados aos porões da ditadura – lugar que nenhum ser humano devia ter conhecido. A luta pró-democracia não foi em vão, mas muitas vidas foram perdidas. Vidas de filhos, pais, maridos, netos, sobrinhos, irmãos. Graças à incrível humanidade da autora, a história de Milton foi conhecida. Não só a dele.

Mais de 20 personagens trazem relatos sobre a rotina da prisão de Linhares – que não deve ter sido muito diferente das outras espalhadas pelo país naquela época. Torturas, resistência, amores, dores, saudade, coragem e uma incrível (e, por vezes, inimaginável) vontade de viver. “O tema pode parecer pesado e (…) difícil de digerir. Seria assim, não fosse a capacidade prodigiosa de Daniela Arbex de transformar histórias trágicas em uma narrativa fluida, atraente, poética e, em alguns momentos, até divertida”, afirma Laurentino Gomes no prefácio da obra.

Narrativa que foi devorada em poucos dias. Daniela conta histórias como ninguém; ela conta a verdade como ninguém. A cova 312 pode ter escondido o corpo de Milton por anos, mas também fez renascer a verdade por trás desse jovem gaúcho que quis lutar por um Brasil mais justo. Ele não teve oportunidade nem tempo para isso. Daniela teve e fez justiça a ele. Nós, leitores, só temos a agradecer

Ps: Como Daniela chegou à cova 312? Isso é mais uma prova da capacidade prodigiosa da autora de fazer jornalismo investigativo da melhor qualidade. Leiam o livro e descubram!

Minha avaliação: ♥♥♥♥♥

Sinopse Oficial:

Menos de dois anos depois de seu surpreendente best-seller de estreia, “Holocausto  Brasileiro”, Daniela Arbex volta com mais um livro corajoso e revelador. Escrito como um romance, nele se conta a história real de como as Forças Armadas mataram pela tortura um jovem militante político, forjaram seu suicídio e sumiram com seu corpo. Daniela Arbex reconstitui o calvário deste jovem, de seus companheiros e de sua família até sua morte e desaparecimento. E continua investigando até descobrir seu corpo, na anônima Cova 312 que dá título ao livro. No final, uma revelação bombástica muda um capítulo da história do Brasil. Uma história apaixonante, cheia de mistério, poesia, tragédia e sofrimento.

Dados Técnicos:

  • Capa comum: 344 páginas
  • Editora: Geração; Edição: 1ª (15 de maio de 2015)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8581302734
  • ISBN-13: 978-8581302737
  • Dimensões do produto: 22,8 x 15,6 x 1,6 cm
  • Peso do produto: 499 g

Links para compra:

Compre o E-book na Amazon

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Cobertura de Evento: Do Livro ao Prato – Gustavo Annecchini, Rafael Montes e Patricia Barboza

mqdefault

Olá leitores do coração,

Hoje estamos aqui para contar um pouquinho como foi acompanhar e participar da gravação do programa literário Do Livro ao Prato, com a apresentação da autora Patrícia de Luna e com a participação dos autores Rafael Montes, Gustavo Annecchini e Patricia Barboza.

O programa é realizado mensalmente nas dependências da conceituada Livraria Cultura do Fashion Mall Gávea/ RJ em seu Espaço Gourmet. O ambiente é muito confortável e com excelentes instalações e ainda, oferece aos clientes uma ampla variedade de livros e artigos do gênero literário.

Participar desse evento foi, sem dúvida, muito bacana. Eu já havia assistido alguns programas do projeto Do Livro ao Prato e sempre admirei muito o trabalho, tanto na estrutura quanto no conteúdo, e foi uma maravilhosa surpresa receber o convite tão carinhoso da apresentadora e autora Patrícia de Luna* para cobrir o evento.

Nos bastidores da gravação do programa o clima é muito harmonioso. Uma equipe muito profissional de assistentes, diretores, câmeras e iluminadores executam de forma bem precisa seu trabalho. A apresentadora prepara as questões das entrevistas e antecipa algumas fases da comida a ser preparada para que tudo saia bem certinho no momento da gravação de fato.

E então, quando os autores convidados para os programas chegam, é uma festa! Todos muito simpáticos e solícitos nos receberam de forma muito atenciosa, batendo papo, tirando fotos e autografando nossos exemplares.

O primeiro autor convidado do dia foi Gustavo Annecchini, que veio conversar sobre o livro o10302641_700151203374544_839225828191367310_n Homem Santo. Gustavo, além de autor, é publicitário e diretor de uma conceituada agencia do mercado carioca. O livro, uma história real vivida por ele, utilizando-se de nomes fictícios, conta a história de um jovem cristão ortodoxo brasileiro que vai viver uma experiencia única em um mosteiro português, a convite do então autoridade máxima da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal, Espanha e Brasil. O livro, na verdade, é uma denuncia sobre uma série de abusos e ações autoritárias ilegitimadas do Metropolita da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal.

” (…) O jovem monge brasileiro se vê em um mosteiro, com alguns poucos brasileiros também aspirantes a monges, sem documentos, sem dinheiro e cada vez mais envolvido em um jogo profano de intrigas, mentiras e, sobretudo, de traição espiritual. (…)”

Nesse meio tempo, tivemos o imenso prazer de conhecer um pouquinho mais da sua obra, que ate esse momento não conhecia, e também de conhecer sua esposa, Maria Elisa Coelho, sobrinha do famoso autor Paulo Coelho, cuja minha amiga e também da equipe do Blog 9acc2276-0c29-470c-8462-2cf483824945 Vanessa Fiorio é fanática de carteirinha! Aí já viram né?!

Para acompanhar a entrevista do Gustavo, nossa anfitriã preparou um prato tipicamente português. Sardinha a milanesa (o mesmo estilo que é feita em Portugal) com batatas murro e Alecrim. Ao final da gravação tivemos a oportunidade de provar e estava delicioso!

Sobre o livro do Gustavo, levando em consideração tudo que ele contou na entrevista para o programa, só posso esperar uma história muito enriquecedora, com um ar investigativo e denunciante. A história é carregada de acontecimentos perigosos e marcantes e o autor é uma pessoa muito inteligente, um cara culto que conhece profundamente o assunto do qual escreve. O livro traz, ainda, uma riqueza de detalhes tanto da estrutura da Igreja abordada, quanto do local onde se passa a história. Sem dúvida uma leitura muito enriquecedora. Em breve teremos a resenha dele aqui no Blog.

31jan2014---o-escritor-brasileiro-de-romance-policial-raphael-montes-em-sua-casa-no-rio-1409701674533_300x300O segundo convidado da tarde, foi o autor Rafael Montes, que veio falar do Livro Dias Perfeitos. Rafael é carioca, estudante do curso de Direito e uma das grandes promessas da literatura policial brasileira. Seu primeiro romance, Suicidas, foi finalista do premio Benvirá de Literatura, promovido pela editora saraiva e com mais de dois mil inscritos. Seu segundo livro, Dias Perfeitos, da Editora Companhia das Letras, conta a história de um jovem com uma paixão avassaladora que ganha dimensões loucas quando sua obsessão o leva a sequestrar a jovem que ama.

” Dias perfeitos tem clima sombrio e claustrofóbico, personagens em tensão permanente e diálogos afiados. Angustiante e repleto de reviravoltas”  Rafael Montes

13671_gg1Além desses dois livros, o autor ainda escreveu alguns contos, como A professora, O amor por Esther, As irmãs Valia, Lema e Vonda, A doce Jekaterina, Café, Depoimento nº 220.919.90, Balas de tamarindo e Banquete, que ele leu na íntegra para nós ao final do programa. Esse conto é surpreendente!

Para acompanhar a entrevista do Rafael, nossa anfitriã preparou um prato que o personagem Teo, do livro Dias Perfeitos, prepara para sua amada Clarice, que é um Macarrão ao Molho Branco com azeitonas chilenas. No programa o prato foi adaptado é foi feito um Molho Bechamel, que é um tipo de molho branco.  Mais um vez nós pudemos experimentar o prato e é realmente muito saboroso. Nota 10!

Assista aqui o programa do Rafael Montes que já foi ao ar!

 

Nossa ultima convidada, já da noite, foi Patricia Barboza. Essa autora infanto-juvenil eu já tinha Patricia Barbozatido o prazer de conhecer em um outro evento, promovida pela Pauta Agencia, e foi maravilhoso reencontra-la. Patrícia também é um nome de peso no mercado nacional. Ela autora da série As M.A.I.S., da Editora Versus,  que conta a historia de 4 amigas adolescentes: Mari, Aninha, Ingrid e Suzana. Atualmente a série conta com 5 livros todos já publicados contando as histórias das meninas nessa fase tão difícil e divertida que é a adolescência. A série é amada por muitos jovens e a autora atualmente está promovendo os livros e dando palestras em várias escolas pelo país.

Para acompanhar a entrevista do Patrícia, sua xará Patricia de Luna preparou um prato que a personagem Suzana prepara para seu pai no livro. Um macarrão ao molho branco simples e depois ainda tivemos nosso momento Festa quando asmais1foi a vez de degustar, além do macarrão, deliciosos brigadeiros de chocolate preto com castanhas raladas e brigadeiros branco com raspas de limão, que foi o prato de outra personagem da série.

Enfim, como puderam “ver”, foi uma tarde muito gostosa, regada a boa comida e livros, aliás uma combinação perfeita pra mim. O Programa, Do Livro ao Prato, é uma produção da Conteúdo Filmes com o apoio da Livraria Cultura e a cada programa entrevista grandes nomes da literatura nacional sempre acompanhado com um prato delicioso inspirado num livro do autor convidado. Esse foi o primeiro de muitos programas que esperamos participar e, quem puder prestigiar, certamente vale muito a pena! Convido a todos! geralmente aos sábados a partir das 16h na Livraria Cultura do Fashion Mall. Para ficar pro dentro da programação, acompanhe aqui. Inscreva-se no canal do Youtube e acompanhe todos os programas, aqui.


 

Patricia de Luna, é autora da peça A Lenda de Apoena, do livro infantil Léo no mundo do 1921006_10152757743844546_58009120_oespelho e da biografia de Christina Oiticica ( esposa de Paulo Coelho). É também roteirista e passou uma década viajando e pesquisando para escrever romances de fantasia com fundamentação histórica, sua paixão. Saga De Bravos é o primeiro deles. A escritora chegou a fazer cursos na Shakespeare Company em Londres e na West Dean Foundation.

 

 

Saga de Bravos traz uma incrível história envolvendo três personagens principais, cujas vidas se614HXELYTyL._SL1150_ encontram entrelaçadas há mais de 2000 anos, desde a época de Jesus Cristo. Um triângulo amoroso, onde dois homens, dois imortais, caminham na Terra disputando o amor de uma incrível e improvável mulher, que sempre renasce e vive dividida e impossibilitada de ficar com o seu eleito, numa busca incessante, frenética e misteriosa. Esses dois homens estão condenados a cavalgar juntos até o Armagedom, mas têm uma visão antagônica sobre a Humanidade – de um lado, Templários; do outro, Hassassins. É o sonho de ver a mudança versus o ímpeto de solucionar pela espada. Uma saga épica, com passagens históricas (crucificação de Jesus Cristo, Cruzadas, Cátaros, Corte do Rei Arthur), lugares sagrados, aventura, fantasia, amor, sexo, encontros, desencontros, guerras e paz.

 

Confira aqui a galeria de fotos do evento

Nova Autora Parceira / Entrevista: Ana Sóh

Ana Sóh – Autora de Luz na escuridão e jogos ardentes

 

Sobre a autora:

Ana Paula Santos Weigert, ou Ana Sóh, nasceu em Palmas no estado do Paraná, em 1991. Foto Ana SóhAtualmente, mora em Curitiba, capital deste estado. Casada, ainda não tem filhos, mas adora crianças.

Escreve poesias desde os treze anos, e descobriu a algum tempo sua paixão por romances e literatura erótica. Adora ler, assistir séries, cantar e ama cachorros. Aos cinco anos descobriu um grave problema de visão, a miopia maligna. Tem baixa visão nos dois olhos mas nunca perdeu a fé e deixou de lutar pelos seus sonhos. É apaixonada por água, e se pudesse, queria ser bióloga marinha. Acredita nas coisas simples da vida e no amor desinteressado.

 

 

Suas Obras:

Luz na Escuridão

Carolyne é uma mulher forte e decidida, mas que carrega uma ferida – que parece Luz na Escuridãoincurável Com a alma ferida, coração partido e um ódio alimentado durante anos. Não se envolveu emocionalmente com mais ninguém.
O que Carolyne não esperava, era conhecer um estranho sexy e arrebatador.
Henry é um homem capaz de fazer qualquer mulher chegar ao limite apenas com seu olhar penetrante, determinado e dono de uma rede de academias, Henry nunca se apaixonou, mas irá descobrir que o amor existe, e está num coração ferido de um anjo rebelde.
Até onde você iria por uma vingança? As feridas do passado jamais cicatrizam? Essa história mostrará que amor e dor andam lado a lado…

Leia a resenha dele aqui no Blog

 

 

Jogos Ardentes

Isadora é uma menina do interior forte e determinada, pronta para qualquer desafio e valente Jogos ardentespara enfrentar os problemas, sozinha. Mas todo mundo tem seu ponto fraco e com ela não é diferente. Ela não tem medo de dizer o que pensa e sente. Isa é uma menina/mulher como poucas, e que sabe o que quer. Isso fica mais evidente quando decide ir embora de sua pacata cidade, para viver na capital, junto com sua prima e melhor amiga, Bruna.
Ricardo é responsável e controlador, gosta de tudo sob seu controle e alguns dizem que ele não tem coração. Para ele, o mundo é um jogo onde só existem dois tipos de competidores: o que ganha e o que perde. Ele com certeza é um vencedor que cuida de um império, a empresa de sua família. Mas ele carrega dentro de si um sonho, que parece estar muito distante da sua realidade.
O que eles têm em comum? Nada. Mas realmente os opostos se atraem e eles descobrirão que o mundo realmente é um jogo. Um jogo perigoso e ardente. Muito ardente. E a química entre os dois será fatal, porém difícil demais.

Compre o E-book na Amazon

Página do Facebook

 

 

Contatos:

 

 

ENTREVISTA

Perguntas e Respostas:

1) Como veio a idéia do livro “Luz na escuridão”?

Bem, eu estava sentada em frente ao computador do meu antigo trabalho, e do nada começou a surgir em minha cabeça personagens e uma história. Foi algo incrível! Os nomes vieram do nada, o enredo veio do nada… Não foi nada planejado. Simplesmente aconteceu.

 

2) Como é o seu processo de criação? Como é o seu cotidiano de escrever e quanto tempo leva em média?

Geralmente as ideias surgem naturalmente, assim como surgiu meu primeiro livro. E é isso que eu acho legal! Admito que sou meio enrolada para escrever e muitas vezes tenho bloqueio. Posso ter toda a trama na cabeça, mas na hora de escrever, não sai. O tempo exato eu não sei… Mas leva alguns meses com certeza.

 

3) Como nasceu a escritora?

Sempre adorei ler, mas comecei a rabiscar aos treze anos. Durante anos escrevi poesias, pensamentos e letras de músicas. E isso aconteceu naturalmente também, quando vi, já havia escrito minha primeira poesia em uma folha do meu caderno de escola.

 

4) Houve um acontecimento marcante que te deu o empurrão para te levar pro mundo literário?

Creio que todas as emoções sejam “empurrões” em nossa vida, principalmente no que é literário. Amizade, decepções, amores errados, família… Tudo nos aflora.

 

5) Quais são os sonhos da autora Ana Sóh? Quais são os sonhos da pessoa Ana?

Nossa! Tenho muuuuitos sonhos, rs. A autora Ana Sóh sonha escrever cada vez mais livros que encantem os seus fieis leitores. E eu, sonho que a autora consiga realizar este sonho.

 

6) Quem são suas autoras/ autores nacionais favoritos?

Existem tantas autoras nacionais que são tão boas quanto as estrangeiras! Mas tem uma em especial que eu amo de paixão e que é minha “brother” fora do mundo literário também. É a genial Camila Ferreira. Adoro ela como pessoa, como escritora e como amiga. A escrita dela é incrível!

 

7) Quem são suas autoras/ autores internacionais favoritos?

Vixi… Vários! São muitos mesmo. Não citarei nomes para não esquecer de ninguém, rs.

 

8) Como veio a idéia do Livro Jogos Ardentes?

Queria escrever um romance quente, mas com muito sentimento envolvido. Onde a mocinha não fosse nada boba, e que o mocinho tivesse um grande sonho escondido atrás da cara de mau. Usei cidades que eu conheço na história, algo que facilitou muito a escrita. Falei sobre o interior, a cidade grande, sonhos, segredos… Queria algo emocionante. E aos poucos fui rabiscando e postando no Wattpad. Quando percebi, estava tendo milhões de leituras, e isso me deixou completamente feliz!

 

9) Como lidar com as críticas? Seja elas de leitores, editoras, críticos profissionais e/ou colegas de profissão.

Você precisa ter a mente aberta, muito aberta. Em qualquer coisa na sua vida, existirão critícas, é inevitável. Algumas boas, outras ruins… Algumas certas e outras injustas. Mas isso é comum em nossa vida, e devemos aprender a lidar com elas da melhor forma possível. Respire fundo e sorria, pois amanhã é um novo dia!

 

10) Quais as dificuldades que vc encontrou para publicar seu livro junto a uma editora?

Coragem. É preciso ter coragem para dar a cara á tapa para uma editora e esperar algum resposta. Algumas nem te respondem, outras apenas dizem não… e tem aquelas que realmente se interessam pelo teu trabalho. A maior dificuldade é ter coragem de mostrar a sua obra e aceitar as critícas do seu trabalho.

 

11) Qual foi o momento, a cena, mais difícil de vc escrever das suas histórias?

Em Luz na Escuridão foi o momento da grande revelação, quando o ex flagra a Carolyne com o atual, seu primo. E em Jogos Ardentes, foi mais que uma cena, entre elas uma perda (não posso falar muito se não estraga a surpresa, rs).

 

12) No livro Luz na Escuridão você traz personagens secundários carismáticos e que acabaram ganhando o público. Vc pensa em escrever uma história deles?

Já pensei, sim. Mas é algo para um futuro distante.

 

13) Qual a importância das mídias sociais para a disseminação da leitura nacional em geral e, em especial, para suas obras?

A Internet é uma ferramenta que nos permite alcançar pessoas no mundo todo. Não há barreiras ou limites que impeça esse contato. É como se fosse pegar um folder e sair distribuindo na rua, boca á boca, fazendo propaganda para alguma loja ou trabalho, só que virtualmente. E isso é bacana!

 

14) Como veio a idéia do Livro Garoto de Aluguel? (Sendo atualmente publicado semanalmente no Wattpad).

Hum… Eu quis escrever algo que não tivesse nada a ver com CEO, mas que enlouquecesse a mulherada. Então pensei em escrever sobre um garoto de programa, que ama a melhor amiga. É uma história que está ficando cada vez mais emocionante!

 

15) Geralmente quando o autor começa a escrever uma obra, ele espera que ela ganhe o gosto do público mas, algumas vezes a recepção dos leitores supera e muito as expectativas do autor, como foi o seu caso, acredito. Sua obra no Wattpad teve, até o momento, 389.814 leituras. Como foi pra você receber esse numero tão expressivo de leitores?

Na verdade, Luz na Escuridão passou 500 mil leituras, mas alguns capítulos foram excluídos devido a publicação ano passado. Nossa, fiquei muito feliz! Achei que nada disso podia melhorar… Até que Jogos Ardentes ultrapassou 2,5 milhões de leituras, o que me fez quase cair dura para trás, rsrs. É muita emoção ver as pessoas lendo o que você esxcreve, mesmo que seja só por diversão.

 

16) Vc costuma fazer uma playlist do livro que escreve?

Eu nunca fiz, mas sempre posto no capítulo e nas redes sociais as músicas que combinam com os livros. Mas já pensei em fazer, sim. Acho que vou fazer, rs.

 

17) Houve ou qual é o livro que te inspirou/ inspira a escrever? Aquele que te marcou e que de tempos em tempos vc relê porque tem saudades?

Claro que o livro que me inspirou, foi o Cinquenta Tons de Cinza. Mas depois do Sr, Grey, veio vários outros (sou gulosa, rs).

 

18) O que mudou na sua vida depois que se tornou uma autora profissional?

Ah, mudou muita coisa! Conheci pessoas maravilhosas, que estão longe de mim, mas que moram em meu coração. Meus leitores, os leitores que viraram amigos… Descobri uma força interior incrível. A vontade de ser melhor a cada dia e agradar as pessoas que tanto me apoiam.

 

19) Em nossa opinião a plataforma Wattpad foi um divisor de águas na vida dos novos autores, um excelente celeiro de grandes obras desconhecidas. Voce utiliza essa plataforma? O que acha dessa metodologia de leitura aberta?

Sim, uso. O Wattpad me abriu portas e me ajudou a construir o meu nome de escritora. É uma plataforma incrível! Ele une as pessoas e traz entretenimento e diversão para quem quiser ter.

 

20) Como é a sua relação com os seus leitores/seguidores/fãs?

Parece que nem estamos longe, rs. Como eu disse anteriormente, tem leitores que se tornaram meus amigos de verdade. Que me ajudam em tudo e opinam de verdade sobre os meus livros. Pessoas que eu amo e quero ter ao meu lado para o resto da vida. Amo todos vocês!!!

 

21) Quais são os seus novos projetos? Já tem algo em desenvolvimento?

Sim, estou com muitos projetos. Comecei a escrever Paixões Ardentes, continuação de Jogos Ardentes. O resto, é surpresa!

 

Deixe um recadinho para os leitores do Blog

Eu sempre me emociono quando dou entrevista, pois se tenho algum nome no mundo literário, devo aos meus leitores. O meu sentimento por vocês é infinito! Amo cada um! Obrigada por tudo! Obrigada pelos que leram essa entrevista e quiseram conhecer um pouquinho mais de mim. Obrigada ao Blog, vocês são demais meninas! Adoro o trabalho de vocês e sempre acompanho.

Beijos de luz!

Resenha de Livros: A Vingança Veste Prada

A Vingança está de volta – Lauren Weisberguer

Por Thayanne Porto

 

Dez anos depois de mandar Miranda Priestly se foder em uma esquina de Paris, Andrea Sachs 114233064_1GGparece estar com a vida perfeita. Sua antiga arqui-inimiga Emily passou a ser sua melhor amiga e parceira de negócios: as duas comandam a The Plunge, uma revista de casamento de luxo que já faz um sucesso estrondoso. Na vida pessoal, nada para reclamar: Andy está prestes a se casar com Max, herdeiro da milionária família Harrison, que tem todas as qualidades do homem ideal: fofo, romântico, atencioso.. Andy não poderia estar mais feliz, com todos os aspectos da sua vida preenchidos.

Bem, não exatamente. Minutos antes de subir ao altar, Andrea acaba lendo uma carta que a mãe de Max escreveu, implorando para ele não se casar com Andy. Para piorar o clima de insegurança, a carta ainda menciona o encontro de Andy com uma ex-namorada durante a sua despedida de solteira, informação que ele não tinha contado para Andy. Mesmo assim, ela atravessa o caminho e diz sim ao homem que ela espera passar o resto da vida. Andrea mal começa a curtir a vida de recém-casada quando um antigo demônio volta a sua vida: o grupo editorial Elias-Clark, comandado por Miranda, passa a demonstrar interesse pela Plunge. Só que, se Andy e Emily aceitarem vender a revista, elas voltarão a ter Miranda como chefe – e Andy se recusa a passar pelo inferno de novo, mesmo que ele seja repleto de roupas de grife.

— Só eu estou achando que essa foi a conversa mais estranha do mundo? — comentou Andy depois que Miranda e Nadal deixaram a sala VIP.

— O quê? Eu achei que correu perfeitamente. — Mas Andy via que ela estava chateada. Ficou olhando para a amiga, um tanto incrédula.

— Ela nem perguntou se você estava se recuperando bem.

— E daí? É o jeito dela, não tem nada de pessoal. Ela foi uma fofa falando sobre a sua gravidez. Disse que você é uma bela gestante! Isso é praticamente uma declaração de amor no mundo Priestly.

Assim como muitos fãs, fiquei louca quando soube que O Diabo Veste Prada iria ganhar uma continuação. Mas, também como muitos fãs, fiquei um tanto quanto decepcionada com o resultado. O livro é bom, mas não é inesquecível como o primeiro. O que fez ODVP um sucesso tão grande é a Miranda, que quase não aparece na continuação – e mesmo quando aparece, não tem espaço para mostrar o seu poder de diva-master-rica-poderosa. A protagonista, Andy, realmente assume esse papel: todo o livro é voltado para ela. Em algumas partes, fiquei bastante irritada, principalmente lendo diálogos entre ela e o Max, que se provou um grande idiota. Como alguém que teve a coragem de mandar a Miranda se foder não consegue falar pro marido o que realmente pensa?

Ah, o livro engana no título: De vingança, não há nada. Apenas uma tentativa de ganhar dinheiro em cima de um grande sucesso. O livro é legal, li em quatro dias, mas preferia que não tivesse sido escrito. Acho que a velocidade da leitura foi para ver se alguma coisa mais emocionante acontecesse, mas fiquei na mão – o livro é totalmente mediano, sem o menor tempero.. O Diabo Veste Prada é o tipo de livro que não deveria ter continuação, e A Vingança Veste Prada nos mostra o porquê.

Minha avaliação: ♥♥♥

 

Sinopse oficial: 

Depois abandonar o emprego na Runaway há quase dez anos e se livrar da insuportável Miranda Priestly, Andrea Sachs agora é a bem-sucedida editora de uma revista de luxo sobre casamentos, a Plunge. Ao lado de Emily, antiga colega de trabalho e sua atual melhor amiga, sua vida não poderia estará melhor: além do sucesso do novo empreendimento, ela está prestes a casar com um dos solteiros mais cobiçados de Nova York. Mas uma semana antes do casamento, um fantasma do passado, ou melhor, um diabo, volta a assombrá-la.

 

Dados técnicos: 

  • Capa comum: 448 páginas
  • Editora: Record (14 de agosto de 2013)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8501403040
  • ISBN-13: 978-8501403049
  • Dimensões do produto: 20,8 x 13,5 x 2,5 cm

 

Link para compra:

Compre o E-book na Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Notícias: George RR Martin e Os Ventos do Inverno

Notícias quentinhas!!!

Maracutaia Livros

Winds-of-Winter

Para quem está ansioso em ler o restante da saga As Crônicas de Gelo e Fogo, através do novo livro Os Ventos do Inverno de George RR Martin, o site brasileiro, Game of Thrones BR disponibilizou diversos capítulos, liberados pelo próprio autor que foram traduzidos pela equipe do site. A saga em livros ficou mais conhecida após o lançamento da série do canal pago HBO, Game of Thrones, que atualmente encerrou a quinta temporada com uma trama que cobriu todos os livros já publicados da saga. Você pode encontrar os futuros capítulos aqui.

Os títulos dos livros já publicados no Brasil foram:

A Guerra dos Tronos (A Game of Thrones, 1996);
A Fúria dos Reis (A Clash of Kings, 1998);
A Tormenta das Espadas (A Storm of Swords, 2000);
O Festim dos Corvos (A Feast for Crows, 2005);
A Dança dos Dragões (A Dance with Dragons, 2011);
Os Ventos do Inverno (The Winds…

Ver o post original 263 mais palavras

Nova Autora Parceira: Alissa Nayer

Alissa Nayer, autora de Só por esta noite e deixe-me te mostrar

Sobre a autora:

Alissa Nayer é o pseudônimo adotado por uma aquariana de 21 anos de idade, IMG_20140430_165846estudante de Letras, livreira e escritora. Natural do Piauí e residente do Rio de Janeiro, começou escrevendo fanfics em 2012, mas somente em 2014 decidiu adaptar suas histórias para originais e em 2015 começou publicando online, na plataforma Wattpad. A aceitação dos leitores e o incentivo de amigas a fizeram publicar sua primeira obra, Só Por Esta Noite, um conto com 4 capítulos que está há mais de uma semana entre os 10 mais vendidos da Amazon. Seu próximo conto, Deixe-me Te Mostrar, será publicado em e-book em agosto.
É sonhadora, ansiosa, animada, enrolada, às vezes tímida, incondicionalmente apaixonada por seus personagens e não imagina mais a vida sem eles.

Suas obras:

Só Por Esta Noite

Ela foi traída. Ele também.Só por esta noite
Ela queria esquecer. Ele também.
Eles tinha aquela noite e nada mais.
Chegar a um acordo foi fácil; afinal, quem precisa de “depois” quando se tem o “agora”?
 

Deixe-me te mostrar

“O que diabos há de errado comigo?”dtm

Essa é a pergunta que ronda a mente de Marissa desde que seu último namorado a dispensou sem um motivo convincente, embora ela desconfie do real porquê de mais um pé na bunda. Cansada de tantas experiências frustradas entre uma bebida saturada de açúcar e outra, ela não imagina que encontrará o que deseja onde, quando e com quem ela menos espera.
 
Em breve na Amazon

Contatos:

Twitter: @alissanayer
Instagram: @lis_ln

 

Resenha de Filmes: Divertidamente

Divertidamente – Pete Docter

Por: Bianca Pascoal

 

Como será que funciona a mente humana? Há anos são realizados estudos científicos   para Divertidamentedesvendar o mistério que é cérebro humano, com o objetivo de entender principalmente: O que forma a nossa personalidade e comanda as nossas emoções. Bom não preciso nem dizer que, como sempre, e, sendo essa uma produção Disney/Pixar, esta animação não poderia ser outra coisa, se não diversão certa, além de fornecer uma versão muito leve e bem-humorada para o funcionamento do nosso cérebro.

Tudo começa quando Riley nasce e com ela o primeiro traço de sua personalidade toma forma de Alegria, logo nascem também, a Tristeza, a Raiva, o Medo e a Nojinho, todos têm seus momentos na vida de Riley e grande influência em seu crescimento. Logo fica claro que  Alegria é quem mais toma a frente na vida desta maravilhosa menininha, os problemas começam a aparecer quando os pais de Riley são obrigados a se mudar de Minessota, para São Francisco, os sentimentos na cabeça de Riley ninsideout-divertidamente-004ão sabem lidar muito bem com as mudanças que estão acontecendo e uma Tristeza muito melancólica começa a mudar as lembranças alegres de Riley deixando-as em tons mais tristes, logo Alegria tenta resolver isso e acaba causando a exclusão dela e de Tristeza da sala de comando.

É justamente nesse ponto que a aventura começa. Tentando voltar a todo custo para a sala de 15179240controle, Alegria e Tristeza vivem várias aventuras, além de conhecerem um mundo dentro da cabeça de Riley, do qual não tinham nem ideia, enquanto isso na sala de controle Raiva, Medo e Nojinho fazem muita confusão na vida de Riley, mudando completamente a personalidade da menina. Na longa jornada pela qual tem que passar e através de muita conversa, Alegria começa a entender que ao contrário do que ela imaginava todos os momentos alegres da vida de Riley, foram tocados ou tiveram influência de algum dos outros sentimentos e que embora não seja possível ter todos os momentos alegres, tudo por que Riley passou e sentiu são o que fazem dela a menina maravilhosa que é.

Um filme muito engraçado e divertido, com várias mensagens sobre como nossos sentimentos podem ser capazes de formar a pessoa que somos e afetar os ouros ao nosso redor. Vale apena conferir essa maravilhosa animação feita para as crianças, mas que pode ensinar muito aos adultos.divertida-mente_2015_02

 

 

Sinopse Oficial:

Riley é uma garota divertida de 11 anos de idade, que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem deixar a sua cidade natal, no estado de Minnesota, para viver em San Francisco. Dentro do cérebro de Riley, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, o Medo, a Raiva, o Nojinho e a Tristeza. A líder deles é Alegria, que se esforça bastante para fazer com que a vida de Riley seja sempre feliz. Entretanto, uma confusão na sala de controle faz com que ela e Tristeza sejam expelidas para fora do local. Agora, elas precisam percorrer as várias ilhas existentes nos pensamentos de Riley para que possam retornar à sala de controle e, enquanto isto não acontece, a vida da garota muda radicalmente.

 

Dados Técnicos:

Elenco:  Alegria (Amy Poehler/Miá Mello), Medo (Bill Hader/Otaviano Costa), Raiva (Lewis Black/Léo Jaime), Nojinho (Mindy Kaling/Dani Calabresa) e Tristeza (Phyllis Smith/Katiuscia Canoro).

Nome Original: Inside Out

Duração: 94 minutos.

Distribuidor: Disney-Pixar.

Ano: 2015

País: Estados Unidos

Gêneros: Animação

Classificação Etária: Livre

Data de Estréia: 18 de junho de 2015

 

Nova Autora Parceira: Mary Oliveira

Mary Oliveira – Autora de Minha querida chefe e princesa implacável, entre outros.

Sobre a autora:

Mary Oliveira, é uma jovem escritora brasileira. Nasceu na década de noventa, no interior do SAM_0790Maranhão. No entanto, mora há quase dez anos na capital do Pará. Apaixonada por romances e finais felizes, ela escreve histórias seguindo este mesmo gênero. Leu aproximadamente 100 romances em seu primeiro ano de descoberta à leitura, e sentiu-se obrigada a tentar escrever algo. Atualmente com três livros publicados, entre eles ebooks e físicos, ela espera que suas histórias e seus “maridos” – personagens principais – divirtam e encantem leitores de nosso país.

 

 

 

Suas Obras:

Minha querida chefe

Ian Walker trabalha há exatamente dois anos em uma empresa de recuperação de crédito, e tem Capa de Minha Querida Chefecomo chefe Corinne Jackson. Uma mulher que é tão arrogante e insuportável quanto atraente e inteligente.

O problema é que o relacionamento dos dois, mesmo sendo profissional, nunca foi dos melhores. As brigas e os pequenos insultos dedicados um ao outro, são provas disto.

Apesar de ter certeza que poderia matá-la a qualquer momento, as reuniões e encontros indesejados na empresa são inevitáveis. E cada um deles se torna uma tortura maior e mais prazerosa a cada dia. Pois mesmo odiando-a, ele sente uma forte atração por ela.

E quando se vê louco, à ponto de achar que não vai conseguir se controlar perto de Corinne, começa a temer ficar a sós com ela.

Pena que a situação não o ajude muito.

Já que tudo o que quer é tê-la para si em sua cama, vale tortura-la também? Usando seu ponto fraco? Quando duas pessoas inteligentes e determinadas a alcançar um objetivo se encontram, quem é capaz de conseguir o que mais deseja?

 

Compre o Livro pela Editora

Capítulos para degustação no wattpad

Página de divulgação no facebook

Livro no skoob

Assista ao Book Trailer do livro

 

 

Princesa Implacável

Hannah nunca fora um paradigma no que diz respeito ao seu título de princesa. Na verdade, ela Princesa implavávelsempre tentara fugir dos padrões estabelecidos pelas leis e doutrinas equivocadamente impostas na sociedade em que vive.

E por mais que estivesse sempre disposta a sair do conto de falhas que sua vida era, ela não conseguira. Nunca tivera sequer uma chance. Até agora.

Após ser obrigada a um casamento com um homem sete anos mais velho, homem este responsável por algo terrível na vida de outra mulher, ela se surpreende quando em sua noite de núpcias ele lhe faz uma proposta.

Poderia ser a coisa mais louca que ela faria para fugir de coisas como seu pai e a coroa que com o decorrer dos anos, passou a odiar. Mas era válido e talvez fosse sua última chance.

A questão era que o destino lhe reservara uma surpresa, um imprevisto. E este agiu de forma inexorável ante todos os seus planos. Mas foi o que a ajudou a descobrir o que estava por trás de seu casamento. E principalmente, a começar a entender os motivos que levaram seu marido a lhe oferecer aquele acordo. No fim, ela percebera que haviam mais segredos e perigos envolvendo a união dos dois, do que imaginara.

* Publicação Independente

Capítulos de Degustação no Wattpad

Livro no skoob

Página do livro no Facebook

Compre o e-book na Amazon

 

Doce Pecado

Aquela certamente não era a vida que Lola planejara levar no auge de seus vinte e quatro anos. Os Doce pecadoobjetivos eram outros, mas os imprevistos no decorrer de sua juventude adiaram tudo o que ela estipulara como meta à alcançar.

E agora? Bem, Dolores definitivamente correria atrás do tempo perdido. E não seria um lapso a impedi-la de chegar aonde sempre quis. Claro que não. Aaron continuaria a ser apenas o seu colega de trabalho, o homem comprometido que dedicava à ela olhares cheios de promessas maliciosas. Alguém que infelizmente era inteligente e sagaz o suficiente para saber que seu desejo pela moça era recíproco.

Entretanto, Lola estava convicta de que conseguiria resistir a ele, porque primeiro; ele tem uma noiva. Segundo; ela tem prioridades mais importantes que um homem, e terceiro: ele é um idiota.

Tudo estava decidido, e mesmo que não fosse fácil, ela tentaria. Mas então houve algo. Uma aposta. E os planos mudaram irremediavelmente.

Livro no wattpad

 

Italiano? Espanhol?

Guilhermo tem o passado marcado por festas com os amigos e uma enorme coleção de revistas Italiano espanholque não se importavam de mostrar seu roteiro diário e a enorme diversidade de mulheres que ele saía. Um homem muito bonito, charmoso, inteligente e que tem a mulher que quer, quando quer, até que conhece a contraditória e sagaz Evangeline.

Ela é uma Diretora Executiva americana que viaja à Barcelona, para fechar um esperado contrato com as indústrias D’Angelo. Em sua vida, o que mais importa são as instituições as quais se dedica, a empresa que dirige e sua família. Relacionamentos e se envolver com qualquer pessoa que seja, não está em seus planos. Quando conhece Guilhermo, não se incomoda de falar tudo o que acha de homens como ele e principalmente em não ser gentil.

Livro no Wattpad

Assista ao Book Trailer do livro

 

A Descoberta de Naíma

A morte de uma pessoa ruim não é capaz de trazer mudanças inexoráveis à vida de nenhuma outra.

Capa não oficial

Capa não oficial

Depois de todo o mau que fizera, ele precisava morrer.
Fora o que Naíma ouvira após a morte de seu tutor. Ela só não imaginava que o dono das palavras estivesse tão drasticamente errado.
Seu passado sempre fora um campo nebuloso ao qual ela nunca tivera acesso. Nunca quisera sequer estabelecer contato. No entanto, uma revelação feita pelo homem que a maltratou durante toda a sua infância e adolescência, é suficiente para plantar nela duvida e curiosidade sobre suas origens. E isto a impulsionou a entrar em uma busca incansável por respostas.
Kalil Malat é um homem com passado obscuro. Saiu de Dubai para investir sua fortuna no ramo imobiliário de Boston, Massachussetts. Algum tempo depois, sua nova obsessão era sua empresa e tudo parecia estar em seu devido lugar. Até que a desconhecida dançarina de meses atrás retorna à sua vida. Mas desta vez ele está disposto a não deixa-la fugir.

* Projeto para 2015

 

Contatos:

Página da autora no Facebook

Blog da autora

Grupo no Facebook

Perfil no Wattpad

 

Oportunidade para autores: Editora Andross

“Até 31 de agosto de 2015, a Andross Editora estará recebendo contos distópicos para publicação no livro OUTRORA”
 

A Andross Editora está recebendo contos sobre distopia para publicação no livro “OUTRORA — CONTOS DISTÓPICOS”, a ser lançado em novembro de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de agosto de 2015.


Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site da editora.

Prêmio STRIX

SINOPSE DO LIVRO:

O sonho de um mundo ideal não existe mais. Outrora, instaurou-se o caos, desencadeado pela ignorância e pelo mau comportamento humano. O totalitarismo oprime as massas, vigia seus atos e as pune sem misericórdia. Nesse universo distópico, habitam políticos amorais que, explorando a estupidez coletiva, guiam a sociedade à falência de uma história digna e ao abandono da esperança.
Neste livro, contos de mundos sem cores, sem vida, sem lucidez, farão o leitor refletir sobre a sociedade em que vivemos. Depois de ler OUTRORA, você se dará conta de que sua vida simples e cotidiana é uma dádiva almejada por muitos, mas conquistada por poucos.

 

SERVIÇO: 

Livro:Outrora  – Contos distópicos” 
Organização:  Paola Giometti
Envio do texto: até 31/08/2015

Lançamento: 28 de novembro de 2015 (no evento Livros Em Pauta

Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora

Abaixo, segue uma entrevista do editor da Andross sobre o processo de publicação. 
Vale a pena assistir.
  

Resenha de Contos: Janeiro Proibido

Janeiro Proibido – Aline Sant’Ana

Série Janeiro a janeiro – livro 1

Por Bianca Patacho

Janeiro proibido é um desse contos curtinhos e deliciosos de se ler. Ele conta a 71D00-VZlpL._SL1500_história de primos de primeiro grau que se apaixonam.

Gabriela é uma jovem que nutre um amor proibido pelo primo, Raphael. Ele, é recíproco nesse amor mas, por ser bem mais velho (7 anos) e ter sido criado quase como irmão, tenta de todo modo superar esse sentimento.

Ambos vem de família muito unida e amorosa e, embora Gabriela seja a corajosa da relação, ela sabe que a família não virá com bons olhos essa aproximação. Em alguns momento eles tiveram um pequeno envolvimento amoroso mas, nada sério e julgaram que poderia seguir suas vidas adiante mas, definitivamente, não é isso que acontece!

Ocorre que, em janeiro, nas férias, a família se confraterniza na casa de um das tias e eles terão que conviver diariamente. Com essa aproximação, os sentimento vem a tona, despertando neles a coragem que precisam para enfrentar tudo e todos para que possam finalmente ter seu Felizes para sempre!

Gostei muito desse conto, bem romântico, nada Hot mas, bem construído e bem desenvolvido. Os personagens são muito cativantes e os diálogos bem escritos. Na minha opinião merecia um livro completo mas, como é um conto a história se desenvolve bem rapidinho, como se propoe a estrutura dessa narrativa.

Esse é o primeiro da série Janeiro a janeiro e já estou lendo o segundo, amanha sai a resenha dele, se chama Fevereiro de esperança mas, já conta a história de outro casal.

Recomendo!

Minha avaliação: ♥♥♥♥

 

Sinopse Oficial:

Para Gabriela, Janeiro é sempre um mês complicado. Ao mesmo tempo que deveria ser um mês de diversão, pelas férias, mergulhos na piscina e tudo que se espera desse período, ela precisa enfrentar a presença do homem por quem está perdidamente apaixonada. Mas, o que ela não sabe ainda, é que esse sentimento é recíproco.

Seria tudo muito simples, se esse não fosse um amor proibido.

Após sucumbirem ao desejo impossível de controlar, Gabriela e Raphael precisarão tomar a decisão que poderá mudar o curso de suas vidas. Será que seu amor é forte o suficiente para lidar com as críticas e o preconceito da sua família? Ou será que é mais fácil desistir?

 

Série De janeiro a janeiro

Janeiro Proibido

Fevereiro de Esperança

Março de promessas

 

Dados Técnicos:

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 779 KB
  • Número de páginas: 61 páginas
  • Editora: Editora Charme (26 de maio de 2015)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B00XLD8PYQ

 

Links para compra:

Compre o E-book na Amazon

 

Se vc já leu esse conto, avalie clicando abaixo:

Peça: A Very Potter Musical

O teatro universitário está mudando o cenário cultural do Rio de Janeiro. Com ingressos gratuitos (eles não podem lucrar com o espetáculo), as produções arrastam centenas de pessoas, dispostas a ficarem de cinco a seis horas na fila para garantir o lugar. Isso já aconteceu com The Book of Mormon e O Jovem Frankstein – mas ouso dizer que não com a força de A Very Potter Musical – Exercício em Cena, que estreou ontem na sala Vera Janacópuls, na Reitora da Unirio, Zona Sul do Rio.

averypottermusical

A peça original foi escrito por Matt Lang, Nick Lang e Brian Holden, com canções de Darren Criss (“Glee”) e A. J. Holmes. Ela estreou em 2009 na Universiade de Michigan, nos Estados Unidos, e foi disponibilizada no Youtube. O sucesso foi tão grande que gerou duas sequências: A Very Potter Sequel e A Very Potter Senior Year, esse exibido na LeakyCon, o maior evento dedicado à saga do mundo. A versão brasileira conta com a direção e adaptação de Julio Angelo, direção vocal de Maíra Garrido e Gabriela Alkmin, a produção de Juliana Souza, Dandara Costa e Julio Angelo e a coreografia por Arthur Rozas.

O musical tem tanta coisa boa que eu nem sei por onde começar. A história se passa no segundo ano do trio Harry (Gabriel Contente), Rony (Jeff Fernandéz) e Hermione (Ingrd Klug), mas mistura acontecimentos do Cálice de Fogo e das Relíquias da Morte. A competição da Taça das Casas é substituída por um torneio que se assemelha ao Tribruxo, só que com os alunos de Hogwarts. Temos o Baile de Inverno e a cena do cemitério, onde Você-Sabe-Quem (interpretado brilhantemente por Hector Gomes) volta. Cabe ao trio e seus amigos lidarem com isso, ao mesmo tempo que passam por confusões amorosas e testes de amizade. Pode parecer meio confuso, mas a trama vai se desenvolvendo e explicando tudo certinho. Se você for um fã daqueles que gosta da sequência e que não admite alterações na história original, nem perca seu tempo e paciência – mas já aviso que vai perder uma grande oportunidade de diversão. A tradução do roteiro ficou incrível, mantendo alguns diálogos da produção original. Mas, a pitada de humor ficou para as referências brasileiras, como É O Tchan, quadradinho de oito e muito mais.

Algumas atuações merecem destaquem especial, além da do Hector e do trio, que interpretaram seus personagens de modo bem fiel ao livro. Rayza Noia, que interpreta Lilá Brown e Bellatrix Lestrange, arrasou como a serva mais fiel de Voldemort. Seu figurino estava de matar (não pude deixar esse trocadilho passar), bem como sua interpretação. Guilherme Neto roubava a cena toda vez que entrava como seu personagem Neville Longbottom, nem que fosse só para entregar um violão. E como esquecer Lívia Bravo, responsável por um dos melhores Draco Malfoy que eu já vi, doido para ir para Pigfarts?

Para não falarem que eu só estou babando ovo (mas eu estou), a peça teve alguns problemas técnicos. Em diversos momentos, o microfone falhou e os atores tiveram que se virar no gogó. Mas, como foi a estreia, espero que eles resolvam esse probleminha que não chegou a atrapalhar a incrível experiência que foi A Very Potter Musical. Preparem-se para chegar bem, bem, bem cedo. As senhas acabam muito rápido, então o ideal é chegar umas quatro horas antes – sem exagero. Pode parecer um absurdo, mas vale a pena. AVPM – Exercício em Cena me fez sair flutuando, e não só porque eu sou uma grande fã da série. Eles reforçam a ideia que é possível sim fazer grandes produções com pouca renda. No final da peça, eles passam um chapéu e colocam blusas e bonecos a venda para ajudar no orçamento. Acreditem: vocês vão querer levar para casa o bonequinho do Harry Potter.

Cinco estrelinhas para esse musical. Aproveito para deixar aqui registrado minha vontade de novas temporadas, para eu ter essa sensação totalmente irada mais vezes.

Ps: Gostaria muito de saber qual é dos atores que interpretam Harry Potter, que todos são uma gracinha. Primeiro o Daniel Radcliffe, depois Darren Criss e agora Gabriel Contente. É algum tipo de charme que só vem com uma cicatriz na testa? Vejam a peça e me ajudem a tirar essa dúvida.

TAG: Complete a Frase

Bom dia Leitores do Coração ♥,

Fomos indicados pela Amanda Rochol, do Blog Livros com Café a responder a TAG Complete a Frase. Então, lá vai!

Sem título2

 

Regras:

  • Completar todas as frases.
  • Repassar para 05 blogs e avisá-los.
  • Marcar na postagem quem te marcou.
  • Comente com o link de suas respostas

 

Completando as frases:

Sou muito, Perfeccionista;

Não suporto, acordar cedo;

Eu já briguei, por qualquer desrespeito que eu vi na rua;

Quando criança, vivia fazendo traquinagem e apanhei bastante;

Nesse exato momento, estou respondendo essa tag e decidindo o próximo livro que vou ler;

Eu morro de medo, de altura. Odeio voar ou qualquer outra atividade que envolva ficar acima do equivalente ao primeiro andar de um prédio;

Eu sempre gostei, de estudar e ler;

Se eu pudesse, consertaria alguns erros do passado;

Fico feliz quando, minha filha está feliz, principalmente.

Se pudesse voltar no tempo, assistiria o parto da minha filha;

Adoro, ler,, ouvir música e estar ao lado das pessoas que amo;

Quero muito viajar para: Espanha;

Eu preciso, muitas horas no meu dia;

Não gosto de ver, qualquer tipo de injustiça.

 

BLOGS INDICADOS:

Maracutaia Livros;

Maravilhosas Descobertas;

Diversos por Tati Monteiro;

Casal Aficcionado;

A Menina que comprava Livros;

 

 

Bem pessoal, era isso! Espero que tenham gostado. Comentem e compartilhem. Continuem sempre nos acompanhando. Beijos ❤

Nova Editora Parceira: Editora Lotus

Editora Lotusblogs parceiros

http://www.editoralotus.com.br

 

É com muita honra que anunciamos nossa parceria com a Editora Lotus.

Após um tempinho de espera, a Editora Lotus relancou seu site com muitas novidades e títulos excepcionais no catálogo.

Dentro em breve teremos as resenhas de todos os seus títulos aqui para nossos leitores do coração conferirem.

Assim que recebermos exemplares físicos e brindes faremos o sorteio aqui no blog.

Fiquem ligados!

 

Seus Livros:

 

Ultima Chance – Bia Sarah

Trevor Mitchell é o vice-presidente do Redeemers MC, um homem capaz de tudo paraUltima Chance ajudar, mas também para destruir aqueles que mexerem com quem é importante para ele. Durante seis anos ele construiu sua vida na cidade de Keene, no estado de Nova Hampshire, deixando o passado e sua família em Saint Louis, em Missouri para trás. Era como ele queria que ficasse mantendo as velhas feridas cobertas. Mas então ele precisa voltar, precisar estar lá para seu pai quando este mais precisa dele e de seu perdão, seus planos sempre foram entrar e sair sem buscar nada de seu passado, mas quando seu pai lhe revela um segredo e lhe faz um pedido, ele sabe que tudo esta para mudar.
Sua busca por respostas então o levam diretamente há ela. Maddison Leif, sua primeira namorada e a mulher de sua vida, o que seria apenas um encontro lhe revela um segredo mantido há anos por seus pais, ele agora sabe que precisa fazer tudo o que pode para recuperar o tempo perdido e talvez recuperar o que ele nunca soube que ainda era seu. Os rumos do amor e do perdão entre duas vidas, as dificuldades de adaptação e aceitação em um novo lar, a busca da força necessária para enfrentar as batalhas impostas pelo destino, onde nada poderá ser julgado como certo ou errado, quando uma simples escolha não é o bastante. A ânsia da vitória representada pelo amor devotado a uma criança e ao amor de sua vida.
Nada mais será igual. Nada mais importará. Será a Última Chance.

Link para compra do E-book na Amazon

Link para compra do Físico na Editora Lotus (Em pré-venda com envios a partir de 30/07/2015).

 

Kiara – Juliana Leite

Kiara passou toda sua adolescência em Ávalon, Kiaraestudando para se tornar uma sacerdotisa da grande Deusa. Porém, diante do assassinato de seus pais, ela se vê com uma imensa responsabilidade em seus ombros: ajudar seu irmão mais novo, Edímion, a governar Atlântida.

Há mais de três mil anos a cidade era a joia do Mediterrâneo. Rica e próspera até despertar a cobiça dos atenienses. Quando a ilha é atacada novamente, Kiara se vê obrigada a buscar aliados, fazendo uma jornada das areias do Egito à Atenas e enfrentar personalidades poderosas. Com a ajuda de Leran, um encantador druida e de Dárien, um misterioso arqueiro.

Entre Vidas I nos levará em uma aventura magnífica entre mitologias e lendas perdidas. Uma história onde uma princesa terá que virar uma guerreira para salvar sua família, seu povo e o grande amor de sua existência.

 

Link para compra do Físico na Editora Lotus (Em pré-venda com envios a partir de 30/07/2015).

 

Fernando – Janaina Melo

Fernando e Celeste se conhecem ainda na adolescência. Duas pessoas Fernandocompletamente diferentes, enquanto Fernando é objetivo e vai atrás do que quer, Celeste se mantém com um pé atrás não querendo se entregar totalmente. Quando ele finalmente consegue fazê-la aceitar seu pedido de namoro, Celeste descobre que toda sua insistência era por uma aposta. O que a faz se afastar completamente, não acreditando que ele a ama de verdade como dizia. Quando então Fernando resolve lutar por seu amor, querendo provar que era real uma noticia tira completamente seu rumo.

Celeste esta morta.

Tornando-o um homem completamente avesso a compromissos. Aos 30 anos, Engenheiro Chefe na empresa da Família, Fernando recebe a noticia de que seu pai possui pouco tempo de vida e que ao ver a empresa prestes a falir, ele teria vendido uma parte da mesma para poderem obter capital, e sendo ele o herdeiro, precisará reerguer tudo junto ao novo sócio da empresa. O que Fernando não espera é a grande mudança que esta prestes a vivenciar, onde nada é o que parece.

Leia o primeiro capítulo

Lançamento em Breve

 

Eu te dou meu amor – Luna Brandon

Amar em silêncio era algo com o qual Sarah Jordan já estava acostumada a lidar. Há eu-te-dou-meu-amortrês anos ela fora contratada para trabalhar como secretária executiva em uma empresa bilionária e se apaixonara perdidamente por seu chefe, o CEO Edward Grayson. Sufocando seus sentimentos durante cada dia de trabalho, todas as noites ela escrevia cartas de amor e as guardava para si, transmitindo para cada linha os desejos mais secretos de seu sonhador coração. Durante o dia, Sarah era a funcionária perfeita. De noite, a mulher apaixonada que almejava sentir o calor da paixão nos braços de seu amante impossível. O que ninguém poderia imaginar era que o sedutor Edward Grayson, escondia mais do que segredos a respeito de sua empresa, escondia também uma paixão voraz que o atormenta desde a primeira vez que seus olhos cruzaram-se com os misteriosos olhos de sua secretária, e descobrir que sua bela misteriosa retribui a esse sentimento, foi o que bastou para que ele não mais tivesse forças para resistir a tentação e ao desejo que ela lhe despertava. Mas render-se a um sentimento proibido tem as suas consequências, e nem sempre elas são tão boas. Para Sarah e Edward, entregar-se ao amor pode significar a salvação de uma alma atormentada pela dor e a ruína de um império construído a base de crueldade. Quando se tem duas alternativas e ambas significam a ruína de algo, o que escolher?

Amar para eles significa entrar em um jogo de poder e paixão, onde entregar-se a esse sentimento, é a única carta perigosamente proibida!

Leia o primeiro capítulo

Lançamento em Breve

 

Ardente Desejo – Hanna Martin

“Assim como no xadrez eu derrubarei o rei, mas antes torturarei a rainha e me vingarei ardente-desejode cada um de seus peões. Meu nome é Felícia Stevens e eu farei um delicioso e Ardente jogo”

Felícia Stevens sempre foi uma garota bonita porém com um beleza exótica escondida atrás dos olhos. Apaixonada pelo Capitão do time de Futebol da escola que parece mais um deus grego Devon Evans. Felícia se vê envolvida por uma ironia do destino que mudará a sua vida para sempre. Depois de descobrir que foi vítima de uma aposta entre Devon e seus colegas e que está grávida dele, Felícia arquiteta um plano que não assombrará apenas os rostos do seu passado, mas definirá o caminho do seu futuro. Imaginativo, divertido e Sexy Ardente Desejo nós mostra que até os melhores planos podem falhar.

Leia o primeiro capítulo

Lançamento em Breve

 

Tão Perto – MÁrcia Lima

Quando tudo que se pode fazer é confiar, uma pergunta se torna necessária. tao-perto

“Até onde você iria por amor?”

Quando um misterioso executivo cruza o caminho da advogada Laura Soares, ela descobre que não existem limites que não possam ser cruzados por amor. Aos 26 anos, e com uma historia de vida conturbada e cheia de cicatrizes, Laura está feliz com sua vida tranquila, sua gata e seu pequeno apartamento térreo em Amsterdã. Os primeiros anos de formada não são exatamente como ela espera e, depois de cair em um escândalo de corrupção, o caso Van Galagher parece de longe, tudo que Laura precisa para limpar sua ficha e tornar-se uma advogada reconhecida na Holanda. O que Laura não espera é que em uma brincadeira do destino, toda a sua vida controlada venha abaixo, junto com um copo de café. Ao aceitar um caso internacional de restituição de guarda, Laura não espera encontrar do outro lado da mesa o homem que foi capaz de mexer com seus sentimentos com nada mais que uma trombada. Quando a garota dos cabelos castanhos tropeça em Adrian no centro de Amsterdã, a única coisa que passa por sua mente é que ela seria a ultima coisa de que ele precisa. Jovem, doce e cheia de sonhos – tudo que ele não é mais. Depois de 37 anos e um casamento destruído, tudo que ele espera é ter seus filhos de volta. Forçado a aceitar um acordo, ele tem em Laura a única possibilidade de encurtar os passos até seus objetivos.

“Um acordo seria o suficiente para manter seus corações á salvo?”

Dispostos a não deixar a razão de lado, Adrian e Laura vão descobrir que nem tudo pode ser controlado. Traumas, ciúmes, medos, magoas, sentimentos que levarão a amizade e a confiança às maiores provas e despertarão um amor que nenhum dos dois está disposto a sentir.

“Então eu preciso de uma caneta, Sr. Galagher. E acho que preciso de um anel”

Leia a resenha dele

Leia o primeiro capítulo

Lançamento em Breve. 

RECOMENDAMOS!

 

Contatos:

Site da Editora com loja virtual

Fan Page da Editora

 

 

Resenha de Livros: Dançando sobre cacos de vidro

Dançando sobre cacos de vidro – Ka Hancock

Maratona Literária de inverno 2015 – geek freak

Por vanessa Fiorio

 

Uffa !! Bem eu mal sei como começar a escrever a resenha sobre o livro Dançando Dancando sobre cacos de vidrossobre cacos de vidro. Eu venho fugindo de livros de dramas há muito tempo e neste momento estou emocionalmente abalada, com todos os meus sentimentos em ebulição, desconexos e como se eu fosse um vulcão e estivesse pronta para entrar em combustão!

“Nesse momento estávamos descalços e dançando sobre um mar de cacos de vidro. Por mais verdadeiro que isso fosse, porém, Mickey sabia que eu dançaria com ele para sempre se pudesse, mesmo que meus pés sangrassem”.

Eu nunca tinha lido a sinopse desse livro. Ele foi lançado no Brasil em setembro 2013 e no começo de junho uma amiga autora super me indicou e acabou me presenteando com ele. Quando eu li a sinopse já fiquei assustada mas, mesmo assim segui em frente.

O livro fala de uma doença que conheço bem de perto, ela anda bem coladinha comigo, então imaginem como o meu mundo foi mexido, meu cérebro abalado e como o meu coração foi preenchido e tocado por um milhão de sentimentos. Um dos livros mais lindos que já li até hoje! E olha que eu leio muita coisa!

O que você esta fazendo agora? Vou lhes dizer uma coisa: Parem tudo o que vocês estão fazendo e corram para ler esse livro !!!

Essa é a história de Lucy Houston e suas irmas. Elas tiveram uma infância e adolescência bem complicada. A morte se faz presente desde cedo na vida delas, o pai morre cedo em um acidente (quando Lucy tinha apenas 5 anos) e, alguns anos depois, a mãe delas morre de câncer. O histórico de câncer na família é enorme, tendo como vítimas também sua tia e avó, o que faz com que Lucy e suas irmãs Lilly e Priss carreguem no DNA a doença.

No hospital Lucy acaba conhecendo Mickey Chandler e se apaixonando, ele estava 178tendo um dos seus episódios  e ela tinha ido visitar a irmã. Ele é um rapaz que tem uma história triste, tento perdido também a mãe para o transtorno bipolar e agora estava vivendo e convivendo com o mesmo mal. Essa doença faz com que seu humor seja instável e lhe obriga a ficar internado em uma ala psiquiátrica, porém quando está sem as crises, leva uma vida normal. Mesmo sabendo que o relacionamento seria complicado, Lucy estava determinada a ficar com Mickey. Os dois se casam, são muito amorosos e cuidadosos um com o outro. Ainda que, no começo, ele tente se afastar, ela é forte em sua decisão de viver esse grande amor, e isso vai se destacar no livro todo. Uma linda história de um amor muito conturbado.

” (…) Esta é a minha vida: o tempo todo me aproximando e me afastando da beira de um buraco que ora me fascina, ora me apavora – um buraco cheio de qualquer coisa que a minha imaginação dite no momento. (…)”

” (…) Para muita gente, esse abismo não existe, mas ele é uma ameaça real para quem sofre de transtorno bipolar. Sei que pareço um dependente químico, mas nenhuma droga causa a mesma sensação que a loucura quando está prestes a nos dominar, nem o desespero que vem imediatamente após você ter cedido a ela. (…)”

O destaque para a bipolaridade é muito bem estruturado e bem escrito, fazendo os leitores conhecerem melhor sobre o transtorno e as dificuldades de quem tem a doença. Eu fiquei muito admirada e feliz em ler mais sobre a doença que me ronda. Fora isso, o livro fala de todo o cuidado que eles tem com o casamento que acaba ficando muito delicado, mas o amor que sentem um pelo outro é muito maior que qualquer transtorno, doença, dificuldade, ou mesmo maior que que qualquer coisa que o destino tentou lhes oferecer.trecho-livro-dancando-sobre-cacos-vidro-ka-hancock

“(…) Lucy, todo casamento é uma dança: complicada às vezes, maravilhosa em outras. Na maior parte do tempo não acontece nada de extraordinário. Com Mickey, porém, haverá momentos em que vocês dançarão sobre cacos de vidro. Haverá sofrimento. Nesse caso, ou você fugirá ou aguentará firme até o pior passar.(…)”

Lucy, que fez laqueadura, depois de 11 anos de casada descobre que está grávida mas, nos exames de rotina também descobre que está com câncer e resolve não fazer o tratamento enquanto o bebe não nascer (sua unica esperança de se manter viva). Mesmo ela acreditando em Mickey, ela arma uma estratégia para se certificar que todos da sua família vão cuidar do bebe para que Mickey  não fique sobrecarregado.  Ka Hancock escreve sobre um amor verdadeiro e altruísta.

A narrativa do livro foi escrita se alternando, mesclando não apenas as perspectivas dos personagens mas também com o tempo em que as cenas ocorrem, o que faz com a leitura ganhe um excelente ritmo. Eu Simplesmente acho essa obra memorável! A autora construiu personagens com personalidades marcantes e sentimentos intensos. Prepare-se para chorar (eu nunca tinha chorado tanto por um livro e dessa forma. Antes dele o único que tinha me desestabilizado um pouco foi o livro Antes que Aconteça da Juliana Parrini, a mesma autora que me deu este livro).

Esse livro não tem um vilão, ou melhor, tem: a doença. Nós sentimos um carinho enorme por todos os personagens em principal pela Lucy. Ele nos leva a pensar que existem coisas que acontecem na vida que não conseguimos mudar e devemos aceitar, resignar e, de alguma forma, superar e é isso que ela me ensinou nele.

 “ (…) O ano em que me apaixonei por Mickey não foi como os romances que a maioria das garotas costuma fantasiar. No meio das dificuldades, às vezes eu dava um passo atrás para tentar me analisar (…). Minha única certeza era a de estar me apaixonando por um homem que, aos 11 anos, concluíra que era diferente do restante do mundo. Um homem que crescera com medo do modo como sua mente funcionava. Eu estava me apaixonando por um homem que se esforçava ao máximo para me fazer entender quanto ele se sentia imortal às vezes e quão expansivo, autoritário e egoísta também podia ser. Ocasionalmente isso me assustava, mas então Mickey me oferecia uma saída (…)”

Esse livro me pareceu tão real, como na minha vida, o meu mundo, e me pergunto se a autora não viveu isso tudo. Tocou profundamente a minha alma e o meu coração. Muitas lições ficam ao final do livro. Como eu estou agindo no meu dia a dia? Como estou me comportando? Se estou me cuidando e da minha família da forma certa, cuidando de quem eu amo? Por que se importar ou brigar por coisas pequenas sem insignificância? Não inúmeros ensinamentos e principalmente fica a certeza que de devemos olhar o mundo com outros olhos!

Obs.: O Transtorno Bipolar de Humor, antes conhecido como transtorno maníaco-depressivo, é um transtorno mental caracterizado por alterações de humor que se manifestam como períodos de humor elevado e períodos de depressão. A elevação de humor recebe o nome de mania ou de hipomania, dependendo da severidade e da presença ou não de psicose, e é caracterizada por um comportamento anormalmente eufórico ou irritável, e por falta de autocontrole e bom senso. Sua duração mínima é de quatro dias para hipomania, e uma semana para mania. Os períodos de depressão duram ao menos duas semanas, podendo chegar a meses, e são caracterizados por sintomas como sentimentos persistentes de tristeza, culpa, falta de esperança ou isolamento. Fonte: Wikipedia

 

Sinopse Oficial:

Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles.
Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente.
Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética.
Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor.
Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.

 

DADOS TÉCNICOS:

  • Capa comum: 336 páginas
  • Editora: Arqueiro
  • Idioma: Português
  • ISBN: 978-85-8041207-9
  • Dimensões do produto: 16 x 23 cm

 

Links para compra:

Compra do E-book na Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Pernambuco destaca literatura nordestina no evento 1ª Fenelivro em agosto

Notícias sobre a feira Nordestina do Livro. Não percam!

Maracutaia Livros

fenelivro

Meses antes da nova Bienal do Livro aportar no Recife, a cidade das pontes terá um novo e promissor evento literário com força para se consolidar no calendário cultural da região. A 1ª Fenelivro – Feira Nordestina do Livro, prevista para iniciar em 25 de agosto, no Centro de Convenções Pernambucano. O evento gratuito será organizado pela Associação do Nordeste de Distribuidores e Editores de Livros (Andelivros) e Câmara Brasileira do Livro (CBL), em parceria com a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), aproveitando para celebrar os cem anos da Imprensa Oficial do Estado. A programação está sob a curadoria do jornalista Evaldo Costa. A primeira edição do evento, que promete ser anual, contará com cerca de 80 convidados de destaque – incluindo nomes da Europa e dos EUA. O objetivo será tornar o Recife, uma Meca da literatura no Brasil. Para isso, os organizadores contam com o apoio da Câmara Brasileira de Livro…

Ver o post original 251 mais palavras

Resenha de Livros: Vita Brevis

Vita Brevis – Jostein Gaarder

Por Thayanne Porto

 

Depois de me aventurar em O Mundo de Sofia, resolvi procurar todos os livros que Vita Brevistambém foram escritos por Jostein Gaarden – e não foram poucos. Um dos que mais chamaram a minha atenção foi o Vita Brevis, um livro bem pequeno (221 páginas) e de leitura fácil e ágil.

O livro é, na verdade, uma carta supostamente escrita por Flória Emília, a mulher com quem Aurélio Agostinho teve um filho antes dele se dedicar totalmente à vida religiosa e ser consagrado como Santo Agostinho. Não há registros se essa carta é verdadeira ou se ela chegou às mãos do seu destinatário, mas mesmo assim a leitura vale a pena. As supostas palavras de Flória são uma resposta ao texto escrito pelo seu antigo amante, Confissões.

É interessante notar que, em muitas partes do livro, as palavras de Emília remetem às de Aurélio Agostinho, confrontando o que diz o santo, principalmente em relação às suas convicções. Ela expõe as fragilidades e incoerências do pensamento agostiniano e como isso pode ir contra ao verdadeiro serviço de Deus. Um dos trechos que mais me marcou foi quando Emília responde ao fato que Agostinho diz que ficará cego aos prazeres da vida, como uma flor ou uma bela paisagem. Emília, então, questiona se isso realmente é o que Deus quer – afinal de contas, se Ele criou tudo, uma forma de louvá-Lo seria admirando Suas criações, tais como uma flor ou uma bela paisagem.

O que mais intriga nessa obra é que ninguém sabe se ela é verdadeira – esse fato não é esclarecido ao longo do livro. Mesmo com as editoras e livrarias classificando esse livro como “ficção”, alguns grupos afirmam que o Codex Floriae existe mesmo. Até hoje não se sabe o verdadeiro nome da mãe do filho de Santo Agostinho ou o que aconteceu com ela depois que seu antigo amante se converteu à vida religiosa.

Uma boa recomendação para quem gosta de discutir religião e até que ponto a devoção pode implicar em prejuízos para a vida presente. Jostein Gaarder mostrou mais uma vez que é um excelente autor, ao nos guiar por linhas que até hoje, quase 20 anos após a publicação do livro, causam rebuliço na Igreja Católica.

Minha avaliação: ♥♥♥♥

 

Sinopse Oficial:

Flória Emília amou profundamente Aurel, entregando-se a ele e aos prazeres sensuais em que ele era mestre. Foi sua companheira fiel nas horas difíceis e dele gerou um filho. Doze anos coabitou com ele, embora pertencesse a uma casta inferior e, por isso, fosse malvista pela família de Aurel, sobretudo por sua santa e piedosa mãe. Então, foi abandonada, expulsa de repente, sem nem poder dizer adeus ao amado filho, que nunca mais veria. Mesmo assim, jurou fidelidade eterna a Aurel, a ele que se tornaria exemplo cristão, bispo de Hipona, Padre da Igreja católica e por fim santo – Santo Agostinho. E agora, Flória Emília escreve-lhe esta carta …

 

Dados Técnicos:

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 668 KB
  • Número de páginas: 77 páginas
  • Editora: Cia das Letras (19 de outubro de 2009)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B009ZJ7S5W

 

Links de Compra:

Link para compra do E-book na Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: Insensatez

Insensatez – Tânia Lopes   

Maratona Literária de Inverno 2015 – Geek Freak     

Por: Bianca Pascoal

 

 

Em um livro repleto de ação e emoção, a autora Tânia Lopes, consegue prender a Insensatezatenção de seus leitores em uma narrativa cativante e cheia de reviravoltas. Quando Patrícia Gomes se cansa da aparente passividade de seu chefe em um jornal do interior a despeito dos acontecimentos recentes no mundo do tráfico que reina em sua cidade, Patrícia resolve por conta própria, invadir a mansão recém ocupada por um chefão do crime que ninguém nunca viu. Seu ato imprudente ocasiona a sua captura, deixando-a a mercê de Marco, o criminoso mais bonito, sensual e sexy em que Patrícia pôs os olhos. Quando ele a salva duas vezes ela está completamente perdida em seus encantos.

“( …) Necessitava se esquecer de que estava dividindo a cama com um algoz que, num paradoxo, por duas vezes, salvara-lhe a vida. Um inimigo intrigante, que lhe instigava um sentimento que poderia denominar insano. Precisava se perdoar por sentir tanta atração por aquele homem. Suspirou, querendo apagar os pensamentos que começavam a efervescer seu corpo. (…) Este desatino deve ser resultado dos dias em cativeiro”, pensava. “Que Deus me ajude”. (…)”

Eu ouvi dizer várias vezes que o francês é o idioma do amor, nesse caso então acredito que o italiano seja o idioma da paixão, pois não é possível ler este livro sem ficar completamente hipnotizada com Marco falando em italiano. Quando essa mulher que insiste em o desafiar surge em sua vida, Marco se pega tendo que rever todos os seus planos e todas as regras que traçou para sua missão. Ele sente que é impossível resistir a tamanha beleza e personalidade. Mas ele tenta de todas as formas lutar contra o que sente no intuito de mantê-la protegida da vida que leva, ele não pode correr o risco de vê-la ferida na tentativa de seus inimigos em alcança-lo.

“(…) Quanto à sua protegida, é bom que saiba que estou pouco me lixando para ela. Por meio de Patrícia terei a enorme satisfação de vê-lo , digamos, sofrer um pouco mais.

– Não sei porque pensa assim. Esta moça não significa absolutamente nada para mim.

– É mesmo? Vamos ver até que ponto ela não significa nada para você. (…)”

O mais interessante do livro é que não é só um mundo de crime a enfrentar, existem desafios comuns, como por exemplo: como Patrícia fará com que sua família aceite seu amor por Marco, será que um futuro é possível ao lado do homem a quem ela ama tão desesperadamente? Ela conseguirá passar pelo término de um noivado, ser mantida em cativeiro, atentados contra sua vida, ver o homem que ama entre a vida e a morte, a rejeição de seu pai e seu irmão e ainda assim viver esse amor que consumiu todo o seu ser?

 

Sinopse Oficial:

Patrícia Gomes era uma jornalista em busca do furo de reportagem que alavancaria sua carreira. Linda e destemida, vivia em uma cidade do interior dominada pelo tráfico de drogas e desafiava seu editor a romper o silêncio que cercava as atividades criminosas. A chegada do novo chefão de uma facção rival acirrou o conflito entre os bandidos e colocou a cidade em pé de guerra. Era a oportunidade que ela precisava para fazer a matéria que revelaria os detalhes sobre o crime organizado e a projetaria em sua profissão. O que ela não contava era ser capturada por Marco, o italiano que estava à frente da batalha. Implacável, taciturno, misterioso, indecifrável… Aquele homem representava tudo o que ela mais abominava. No entanto, emanava poder e sensualidade, e Patrícia viu-se entregue a seu magnetismo. Um inimigo, que lhe instigava sentimentos contraditórios e a levaria à beira da insensatez.

 

Dados Técnicos:

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 671 KB
  • Número de páginas: 332 páginas
  • Editora: Talentos da Literatura Brasileira (9 de setembro de 2014)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B00NLFH6L2
  • Fan Page da Autora

 

Links para compra:

Link para compra Ebook na Amazon

Link para compra do Físico na Livraria Cultura

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Filmes: Garota Exemplar

Garota Exemplar

Por Vanessa Fiorio

David Fincher lança Garota exemplar depois de três anos do seu best-seller Garota Exemplar“Millennium: Os homens que não amavam as mulheres”, O filme é baseado no livro homônimo da jornalista americana Gillian Flynn, que vendeu mais de 6 milhões de cópias no mundo todo. Ela também assina o roteiro do filme. Com Ben Affleck (Argo) e Rosamund Pike (Jack Reacher), foi um dos favoritos aos principais prêmios do Oscar em 2015.

Assisti ao filme com uma expectativa boa, contudo me decepcionei um pouco pois achei a primeira parte arrastada e um pouco entediante.

Como no livro, o filme mostra duas perspectivas que se alternam no decorrer da história sendo dos personagens principais: Amy, pelo seu diário, e  Nick Dunne, o acusado de homicídio .

O filme retrata a vida de um casal com 295291.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxxsuas rotinas permeadas de mentiras, traições e a falta de comunicação entre eles. As revelações são feitas quase no final. São duas horas e meia que demoram a passar, o que considerei desnecessariamente longo. Achei o roteiro fraco, tentando ficar entre suspense e drama mas não há um bom equilíbrio. A trilha sonora fake é o que destaco nesse filme que cria o pouco cenário de suspense do filme.

 

Minha avaliação: ♥♥♥

109051.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx 118162.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

 

 

Sinopse Oficial:

Amy Dunne (Rosamund Pike) desaparece no dia do seu aniversário de casamento, deixando o marido Nick (Ben Affleck) em apuros. Ele começa a agir descontroladamente, abusando das mentiras, e se torna o suspeito número um da polícia. Com o apoio da sua irmã gêmea, Margo (Carrie Coon), Nick tenta provar a sua inocência e, ao mesmo tempo, procura descobrir o que aconteceu com Amy.

 

Dados Técnicos:

  • Título Original: Gone Girl
  • Distribuidor: Fox Filmes
  • Ano: 2014
  • Bilheteria Brasileira: 532.301 ingressos

 

Links de Compra:

Link para compra no Livro na Amazon

Link para compra do filme na Livraria Cultura

 

Assista ao Trailer Oficial 

 

Resenha de Livros: A segunda vez que te conheci

A segunda vez que te conheci – Marcelo Rubens Paiva

Por Renata Bustamante

 

A segunda vez que te conheci traz a história de Raul, um jornalista apaixonado pelaA segunda vez que te conheciloucura da profissão. A vida de um jornalista é bastante atribulada. Porém, por mais que a rotina não exista no jornalismo, eu jamais poderia esperar que o livro começasse com um assassinato – e não era uma pauta. Até aquele momento, muita coisa aconteceu na vida do personagem central da obra. Ele se separou da primeira mulher, Ariela. Em seguida, ele se envolveu com a melhor amiga da ex, Fabi. O relacionamento chegou ao fim quase ao mesmo tempo em que ele foi demitido. Sem emprego. Sem mulher. Sem casa. Sem rumo. Ele passou, então, a morar no flat do amigo Luiz Mário.

A vida dele viraria de cabeça pra baixo. Uma ingênua ida à piscina do flat o fez perceber que aquele não era um flat “comum”, digamos assim. Até que… chegou ela. “Completamente diferente das outras garotas. Vinha de bermuda jeans desfiada, folgada e um top de biquíni. Ruiva de verdade. Seu nome era Carla”.

Raul descobriria que Carla e outras moradoras têm a mesma profissão. Profissão esta cadastrada sob o número 5.198: garota de programa, meretriz, messalina, michê, mulher da vida, prostituta, quenga e por aí vai. Sem querer, ele começou a se envolver – profissionalmente – com a Carla, servindo de motorista para os atendimentos dela. Em seguida, vira motorista de outra. E de outra. E de outra. Até que se torna agenciador delas. O cafetão.

O novo ofício virava distração, sustento e também uma esperança. O livro conta muitas histórias e os conflitos gerados por essas relações. Mais que falar sobre relacionamentos contemporâneos, o livro fala dos rumos que a vida pode tomar quando nossos planos não acontecem do jeito que desejamos. “Quantos de nós já não sonhamos em mudar radicalmente de vida, jogar tudo para o alto e encarar uma aventura louca, irresponsável? Quem sabe, começar do zero?”, pergunta o autor já na orelha do livro.

Da vida de pautas, Raul passou a conviver com pu… é, prostitutas. Claro que nem todos precisam ir por esse caminho “radical” – por favor. Todos já estiveram em situações inesperadas e todos, eventualmente, encontram os seus caminhos. Cada um encontra o que é melhor para si, depois que a gente se conhece outra vez. Quantas vezes forem necessárias.

 

Sinopse Oficial:

Em A segunda vez que te conheci, Marcelo Rubens Paiva constrói uma história envolvente e bem-humorada sobre os relacionamentos contemporâneos. A narrativa foi levada às telas pelo canal pago Multishow.

Depois de ver seu segundo casamento ruir e perder o emprego, Raul vai morar num flat, e no prédio conhece uma prostituta. Quando percebe, está gerenciando uma dezena de garotas de programa. Esse novo homem, porém, é colocado em xeque com o reaparecimento de sua primeira mulher.

Para mostrar como um homem apaixonado pela justiça e pela ética jornalística se tornou um agenciador de prostitutas, o autor mais uma vez lança mão de um texto e um olhar igualmente ágeis, e analisa a realidade urbana brasileira com destreza

Dados Técnicos:

  • Capa comum: 192 páginas
  • Editora: Objetiva (1 de outubro de 2014)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8573029315
  • ISBN-13: 978-8573029314
  • Dimensões do produto: 20,8 x 13,8 x 1,4 cm
  • Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: 1º a morrer

1º a Morrer – James Patterson

Por: Bianca Pascoal

 

 

Em um livro cheio de reviravoltas, James Patterson, consegue transportar o leitor para uma 1º a morrerinvestigação para lá de controversa. O Livro já começa de uma maneira inusitada e angustiante e quando Lindsay descobre que tem uma grave doença que pode até matá-la, ela mergulha de cabeça no caso que está aterrorizando sua cidade. Já desde o início Lindsay sabe que este não será um caso fácil, principalmente quando lhe é atribuído um parceiro que ela não queria, Christopher Raleigh, que embora seja muito agradável de se ver, um cara com o qual ela não quer nenhuma proximidade. Quando Lindsay se dá conta que não está indo adiante com sua investigação ela tem a ideia de iniciar um clube com suas amigas e fazer investigações paralelas, já que cada uma delas pode contribuir de alguma forma. Mesmo sentindo-se debilitada pela doença, nossa heroína não se deixa abater e junto com suas parceiras (e seu parceiro Chris, que a esta altura já conseguiu conquistar o seu coração) segue as evidencias até um famoso autor de livros que tem uma maneira nada peculiar de se relacionar com suas mulheres e, é aí que tudo se complica, pois mesmo com todas as evidências apontando para ele Lindsay sente que tem algo mais. Será que seu principal suspeito é inocente? E se for, quão inocente ele pode realmente ser? Tenho que alertar que existem momentos de muita tenção neste livro e de muita emoção também, para leitores mais sensíveis aviso, lagrimas serão derramadas, para os mais fortes não há como se decepcionar com esta leitura.

 

Sinopse Oficial:

O ponto de partida da narrativa é o brutal assassinato de um jovem casal em lua-de-mel num hotel cinco estrelas de San Francisco, crime que, com pequenas variações, se repete em duas outras cidades norte-americanas, deixando claro que se trata do trabalho de um assassino em série. Indignadas com a ação empreendida pela polícia no caso, quatro mulheres destemidas – a inspetora de homicídios Lindsay Boxer, a médica legista Claire Washburn, a repórter policial Cindy Thomas e a assistente da promotoria Jill Bernhardt – resolvem unir forças para descobrir e prender o assassino. Assim nasce o Women’s Murder Club, ou Clube das Mulheres contra o Crime, desvendando crimes entre uma margarita e outra e altos papos sobre comida, homens e sexo.

 

Dados Técnicos:

  • ISBN-13: 9788532523310
  • Ano: 2008
  • Páginas: 374
  • Idioma: português
  • Editora: Rocco

Resenha de Livros: Cerimônia Mortal

CERIMONIA MORTAL – J. D. ROBB

SÉRIE MORTAL – VOL.5

POR: BIANCA PASCOAL

 

 

Você imaginaria que com o avanço da tecnologia, certas crenças e práticas acabariam Cerimonia mortalpor se abolir naturalmente, afinal, não há muito já nos dias de hoje que não possa ser explicado através da ciência, imagine em um mundo com o tipo de facilidades tecnológicas como o criado por J. D. Robb. Mas como sabemos e apesar de usar um pseudônimo, Nora Roberts é magistral ao escrever sobre magia, misticismos e o sobrenatural. Bom é justamente isto que ela aborda nessa nova e emocionante aventura da nossa querida Eve Dallas, será possível para ela acreditar no inacreditável?

Quando um amigo policial veterano morre em circunstancias suspeitas Eve é obrigada a iniciar uma investigação interna para retirar de cima de seu amigo e mentor Feeney, qualquer sombra de dúvidas a respeito de sua integridade, o que Eve não esperava era se deparar com uma trama obscura que envolve o uso de magia negra e a luta entre os praticantes de Wicca com aqueles que usam a magia para o mal.

“(…) Eve não acreditava nessas coisas — magia negra ou magia branca. Mas estava disposta a aceitar que outros acreditavam. E mais inclinada ainda a imaginar que havia gente por aí usando esse tipo de fé mal direcionado, a fim de explorar e tirar vantagens. — Tenha cuidado com o que você não acredita, Eve. Distraída, ela olhou para ele. Roarke insistira em dirigir. Ela não podia reclamar, pois qualquer um dos carros que ele tinha deixava o dela no chinelo. — O que quer dizer com isso? — Quero dizer que, quando certas crenças e tradições sobrevivem intactas durante séculos, existe uma razão para isso. (…)”

Enquanto Eve não acredita em feitiçarias, Roarke sempre atento a tudo que evolve a mulher que ele ama e pelo fato de acreditar em misticismo, será capaz de tudo para protege-la. A trama se complica quando Eve descobre que a neta do policial morto está intimamente envolvida com esse mundo e presenciou o assassinato de uma criança. Quando ela também morre de maneira suspeita Eve é completamente tragada para esse mundo de ocultismo e se torna alvo de uma Seita comandada por uma mulher com um aspecto muito perigoso chamada Selina Cross. Não há duvidas de que Selina e seu companheiro tem um plano sombrio preparado para a tenente, quando esta passa a sofrer ameaças veladas. A grande questão é Roarke chegará a tempo de salvar Eve desta vez?

 

Sinopse Oficial:

Eve Dallas descobre que, mesmo perto do fim do século 21, velhas crenças ainda se mantem intactas. Investigando a morte de um colega policial, ela se vê obrigada a colocar a ética profissional acima de qualquer relação emocional. No entanto, ao encontrar um cadáver na porta de casa, percebe que aquela pode ser uma ameaça bem pessoal. Agora, a tenente descobrirá que, paralelamente a uma sociedade tecnológica, existe um mundo onde as forças da magia negra ainda seguem ativas e mortais.

 

Sobre a Série Mortal:

1- Nudez Mortal;

2- Glória Mortal;

3- Eternidade Mortal;

4- Êxtase Mortal;

5- Cerimonia Mortal;

6- Vingança Mortal;

7- Natal Mortal;

8- Conspiração Mortal;

9- Dilema Mortal;

10- Lealdade Mortal;

11- Testemunha Mortal;

12- Julgamento Mortal;

13- Traição Mortal;

14- Sedução Mortal;

15- Reencontro Mortal;

16- Pureza Mortal;

17- Retrato Mortal;

18- Imitação Mortal;

19- Visão Mortal;

 

Dados Técnicos:

  • Capa comum: 392 páginas
  • Editora: Bertrand (17 de março de 2006)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8528611795
  • ISBN-13: 978-8528611793
  • Dimensões do produto: 22,9 x 15,5 x 2,3 cm
  • Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: Êxtase Mortal

Extase mortal – J. D. Robb

SÉRIE MORTAL – VOL.4

POR: BIANCA PASCOAL

 

 

Tudo está correndo às mil maravilhas entre Eve e Roarke em sua lua de mel, a viagemExtase Mortal para um Resort fora do planeta que ainda não foi inaugurado é tudo o que Eve precisava para relaxar e curtir o seu maravilhoso marido. Mas ter o lugar apenas para o casal feliz e a equipe que trabalha na construção do Resort não foi o suficiente para que os crimes parassem de perseguir Eve. Apesar de parecer um suicídio, os instintos de Eve, lhe dizem que há algo nesta história que não está certo, suas suspeitas são confirmadas quando já de volta à Terra um outro suposto suicídio ocorre fazendo com que Eve resolva investigar a fundo o que realmente está acontecendo.

“(…) Defender os mortos era a sua função, e era muito boa no seu trabalho. Aquilo para ela era o bastante, na época. Ela mesma fizera com que aquilo fosse o suficiente. Até Roarke. O brilho do anel em seu dedo continuava a intrigá-la. Ele a amava. Ele a desejava. Ele, o competente, o bem-sucedido e misterioso Roarke, até mesmo precisava dela. Esse era o maior enigma de todos. E talvez, já que ela não conseguia resolvê-lo, talvez pudesse aprender a simplesmente aceitá-lo. (…)”

Com a ajuda de Peabody, Dra. Mira e Feeney, Eve vai percorrer um longo caminho até chegar a uma teoria que realmente faça sentido, é somente quando Jess um músico amigo de Marvis a usa para se aproximar de Eve e Roarke interferindo em suas ondas cerebrais e quando Morris através de uma autópsia, vê uma pequena marca nos cérebros das vítimas, é que tudo começa a se conectar.  Junto com o andamento deste caso Eve ainda tem que lidar com Reeanna, uma ex-namorada de Roarke que agora trabalha com ele no desenvolvimento de um óculos de realidade virtual que está para sair no mercado. Apesar de ser casada com Willian, e estar auxiliando de certa forma na investigação, Reeanna, não parece realmente ter esquecido Roarke.

“(…) Eve pegou lentamente a arma que ficava ao lado do seu corpo. — E não pense em tentar usá-la. Não estou com a minha programada para força máxima, mas está muito próxima disso. Você não vai conseguir mover seus membros por vários dias, e embora os possíveis danos cerebrais não sejam necessariamente permanentes, vai ser bem desconfortável. Eve sabia muito bem o que uma arma de atordoar era capaz de fazer, e por isso tirou a sua da cartucheira com todo o cuidado, colocando-a no canto da mesa. (…)”

O mais interessante desse livro é ver a adaptação dos recém-casados a sua nova condição (devo dizer que é bem mais difícil para Eve do que para Roarke) e poder entrar um pouco mais nesta ideia futurista que J. D. Robb teve para ambientar sua maravilhosa série.

Eve e Roarke estão em lua de mel. Mas quando ela já está começando a se acostumar a trocar o perigo pelo carinho, um misterioso crime volta a interferir no seu dia a dia. No mesmo hotel onde o casal está hospedado, um homem é encontrado enforcado em seu quarto. Suicídio. O caso estaria encerrado se a morte não houvesse ocorrido enquanto o rapaz experimentava um novo jogo de realidade virtual: seu cadáver ostentava um sorriso de diversão nos lábios… Com isso, a lua de mel fica para depois. Agora, a tenente Dallas precisará voltar as ruas para solucionar mais este mistério. Nessa investigação, Eve Dallas ingressa no fascinante mundo da realidade virtual e descobre que nem sempre é fácil distinguir a realidade da ilusão.

 

Sinopse Oficial:

Eve e Roarke estão em lua de mel. Mas quando ela já está começando a se acostumar a trocar o perigo pelo carinho, um misterioso crime volta a interferir no seu dia a dia. No mesmo hotel onde o casal está hospedado, um homem é encontrado enforcado em seu quarto. Suicídio. O caso estaria encerrado se a morte não houvesse ocorrido enquanto o rapaz experimentava um novo jogo de realidade virtual: seu cadáver ostentava um sorriso de diversão nos lábios… Com isso, a lua de mel fica para depois. Agora, a tenente Dallas precisará voltar as ruas para solucionar mais este mistério. Nessa investigação, Eve Dallas ingressa no fascinante mundo da realidade virtual e descobre que nem sempre é fácil distinguir a realidade da ilusão.

 

Sobre a Série Mortal:

1- Nudez Mortal;

2- Glória Mortal;

3- Eternidade Mortal;

4- Extase Mortal;

5- Cerimonia Mortal;

6- Vingança Mortal;

7- Natal Mortal;

8- Conspiração Mortal;

9- Dilema Mortal;

10- Lealdade Mortal;

11- Testemunha Mortal;

12- Julgamento Mortal;

13- Traição Mortal;

14- Sedução Mortal;

15- Reencontro Mortal;

16- Pureza Mortal;

17- Retrato Mortal;

18- Imitação Mortal;

19- Visão Mortal;

 

Dados Técnicos:

  • Capa comum: 378 páginas
  • Editora: Bertrand (28 de julho de 2005)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8528611221
  • ISBN-13: 978-8528611229
  • Dimensões do produto: 22,6 x 15,4 x 2 cm
  • Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: Sob suas mãos

Sob Suas Mãos – Erica Avezedo

Trilogia Sob – Vol. 1

Por Bianca Patacho

 

Sob suas mãos é o segundo romance da autora paulista, independente, Erica Azevedo, autora de Sob suas mãosPluvia (Literatura Fantástica), Olhar de Viajante (Romance) e Sob seus Lábios (segundo volume da série).

O livro conta a história de Ana Lúcia, mãe carinhosa e esposa submissa que leva uma vida cerceada pelos desmandos de um marido autoritário e controlador mas, seu mundo desmorona quando ela o pega em sua casa, em sua cama, com outra mulher. Disposta a superar e construir uma nova vida, muda de cidade e vai viver com a irmã Karina, a tia Ivone, e seu filho, João. Lá, apesar das ameaças do ex-marido, e com o apoio de parte da família consegue se estabelecer e inicia um recomeço onde só há espaço para um único homem: seu filho.

“(…) começo a pensar no quanto terei que me acostumar com aquilo ao longo dos anos, adentrando na minha nova realidade e abracando todas as perspectivas. Deixei os fragmentos de quem eu era no meu passado e construí essa nova personalidade tomando como base o único alicerce que eu tenho em minha vida: meu filho. Todas as outras coisas já não existem mais. Restaram poucas pessoas em que eu posso realmente confiar.(…)”

Luiz Fernando é um empresário trabalhador, que faz sucesso com as mulheres mas, que não quer compromisso com nenhuma delas. Na verdade, por trás de toda aquela falsa imagem de homem seguro de si, existe um homem ferido, que carrega uma enorme culpa por conta de um casamento mal sucedido com uma grande amiga.

” (…) Eu estou quebrado. Estilhaçado em mil pedaços. E não há nada que possa me trazer de volta (…)”

O caminho deles se cruza quando ela vai acompanhar a tia na Psicologa e, no elevador do prédio conhece Luiz, o petulante homem que adentra de supetão fazendo-a se encolher contra a parede do pequeno espaço. O primeiro encontro deles desperta interesse em ambos. Ele, que entrou na elevador por pura curiosidade a respeito dela, a partir de um cheiro familiar que o lembrou alguém de seu passado e Ela, que embora estivesse irritada com a forma inapropriada da abordagem do homem sexy e galanteador, num olhar consegue perceber a dor e tormenta que ele carrega, imaginando o quanto do caos interior ele insiste em mascarar.

Luiz, por mais que tenha passado um bom tempo desde que tudo aconteceu, parece que só sentiu a carga agora, como se a ficha não tivesse caído antes, como se ele tivesse se jogado a uma vida vazia e fútil para que não tivesse que lidar com as consequências de suas escolhas mas, uma série de mensagens misteriosas e acusatórias o obrigam a questionar em seu foro mais íntimo, a sua parcela de culpa.

Ana, além de lidar com o trauma da traição, a libertação do marido, assumir as rédeas da própria vida, arrumar um emprego que a sustente a ao filho, manter-se forte e segura frente as ameaças e tentativas de volta do marido, ainda tem que proteger o filho do caos em que a vida deles está, minimizando para ele os efeitos da separação litigiosa que está vivendo.

João é uma criança doce, carinhosa, que está no meio da tempestade na vida dos pais e que não entende o porque da mudança, o abandono do pai, a tristeza da mãe e que de qualquer forma terá que habituar-se a uma nova realidade, bem diferente ao cotidiano que estava acostumado, inclusive financeiramente. Ele é um personagem secundário que te conquista.

Ana, desde o inicio deixa bem claro o que lhe ocorreu mas Luiz, ainda que ele saiba que ela já percebeu suas angustias, quando se dá conta de que está realmente interessado nela, desenvolve o medo de se revelar e vê-la fugir dele por conta disso. Achei interessante o fato dele ter justamente o tipo de homem do qual ela quer distancia: o egocêntrico infiel. O que me chamou atenção foi a ideia de que escolhas precipitadas desencadeiam uma série de comportamentos que, na verdade, não precisariam ocorrer.

No livro, ambos os personagens estão numa fase difícil, tentando se re-estruturar, 165474_603703606436571_854626756057615852_nsuperar os erros do passado e reconstruir a vida e ambos não estão abertos a uma novo relacionamento então, as coisas entre eles vão acontecendo dia-a-dia, mais por insistência de Luiz. Ela está fragilizada, desconfiada, então essa aproximação não é fácil. Confiança não é algo se conquista da noite para o dia e, quanto mais eles se conhecem, mais cresce o desejo e o interesse deles. No entanto, não basta ele cortejá-la, ajudá-la, ele precisa ganhar sua confiança, inclusive se revelando completamente a ela, em todas as suas fraquezas e provar que o homem de antes é resultado de escolhas equivocadas e que a força dessa nova relação, desse amor profundo é o suficiente para que ele seja e permaneça uma pessoa diferente, capaz de se comprometer inteiramente, colocando-se em suas mãos, preenchendo sua vida única e exclusivamente com a mulher que o faz feliz, que o completa, que verdadeiramente é o amor da sua vida e, aceitando junto com ela, tudo e todos que a fazem inteira e, principalmente, seu filho, um pedaço dela.

“(…) você é um sedutor barato, totalmente errado e que tem um passado
que eu temo apenas pensar a respeito, mas seu coração é tão grande que é como se eu estivesse com outra pessoa. E nesse momento não me importa quem você foi. Eu só quero estar ao seu lado (…)”

A autora tem uma forma de escrever muito completa, alternando as perspectivas dos personagens, de forma que o leitor consiga entender o pensamento de cada um. Uma narrativa carregada de drama mas, ao mesmo tempo, leve e em alguns momentos até divertida. Uma leitura fluida, com um cenário bem descrito e personagens secundários cativantes e ainda, uma pequena trama de suspense incorporada. O sistema de flash back permite ao leitor conhecer o passado dos personagens fazendo-nos entender o porquê de suas atitudes e comportamentos atuais.

Eu gostei muito do final, surpreendente, inclusive porque destaca o valor da amizade e do perdão, não só de perdoar ao outro mas, a si próprio. Gostei da questão da força da mulher que, ainda que tenha sido se deixar ser diminuída pelo marido momentaneamente, quando desperta, revela toda sua força, transformado-se numa leoa, disposta a tudo para se impor e defender seu filho. Gostei quando ela se impõe perante aos seus pais que apoiam o marido, mesmo depois do que houve, apenas porque seria moralmente e financeiramente viável esquecer e permanecer casada num casamento infeliz. Gostei do apoio incondicional da Irmã, valorizando a importância dos laços afetivos entre irmãos. Eu adorei a forma como ele aceita e inclui a criança na sua vida, assumindo-o completamente como parte do relacionamento deles. E novamente (pois já disse isso em outras resenhas minhas), eu adorei o elemento amor como fonte de transformação, o sentimento puro e maior, que move o mundo, muda pessoas, e faz nascer do fundo da alma a necessidade de evoluir e amadurecer em prol do outro.

Enfim, o livro é um romance que vai te fazer suspirar, ficar nervosa, roer as unhas mas, ao final, como todo bom romance vai dar certo, mas, o caminho que os personagens vão ter que percorrer até conseguirem o seu felizes para sempre é que vale cada minuto de leitura. E vale muito a pena mesmo!  Eu, como toda boa romântica assumida, acho que é como dizem por ai: “Se não der certo, é porque ainda não acabou”.

Super recomendo! Inclusive a sua continuação, Sob Seus Lábios, que é o romance que conta da história da irmã da Lucia, a Karina, com o Carlos, melhor amigo do Luiz.

Minha avaliação: ♥♥♥♥

 

Sinopse Oficial:

Ana Lúcia sempre foi uma boa esposa. Acostumada ao temperamento forte do marido, ela se manteve em uma posição defensiva ao longo do casamento. Contudo, tudo muda quando ela o encontra na cama com outra mulher. Decidida a modificar sua vida drasticamente, Ana vai para São Paulo com o filho pequeno, disposta a arrumar um emprego e construir novas perspectivas. Tudo que ela não quer é se envolver com outro homem. Tudo que ela não precisa é de outra pessoa querendo controlá-la. Mas o destino parece ter um plano diferente quando coloca Luiz Fernando em sua vida.
Luiz Fernando Magalhães se tornou um homem de negócios de uma hora para outra. Micro empresário do setor alimentício, ele deixou o emprego de promotor de vendas para alçar novos voos. Ele não se sente preparado para relacionamentos, ainda mais após a tragédia envolvendo o seu último casamento. Ele se esconde dentro do sofrimento pela perda, pelas mentiras e pelos erros que não podem ser desfeitos. Mas é ao conhecer Ana Lúcia e entrar em contato com todas as coisas que envolvem a sua vida, que ele vai reconsiderar tudo o que tinha planejado para si mesmo.

 

Observaçoes:

1) Sobre a Trilogia Sob, os títulos são:

2) Assista ao Book Trailer desse livro aqui.

 

Dados Técnicos:

  • Formato: eBook Kindle
  • Número de páginas: 241 páginas
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B00SDS30DA
  • Link para compra Amazon

Resenha de Livros: Cidades de Papel

Cidades de Papel – John Green

Por Bianca Pascoal

 

 

Confesso que comecei a leitura deste maravilhoso livro com um pé atrás, depois de terCidades de Papel
lido “A Culpa é das Estrelas”, do mesmo autor, é fácil ficar com medo de se apaixonar e sofrer a perda de um personagem amado. No entanto qual não foi a minha surpresa ao me deparar com uma história cheia de reflexões e busca do autoconhecimento. Em Cidades de Papel, John Green, consegue através de seus personagens maravilhosos e muito bem estruturados, nos fazer pensar sobre o quanto conhecemos daqueles que nos cercam, que vemos todos os dias, que até mesmo amamos secretamente e o quanto conhecemos de nós mesmos. Será que tudo que vivenciamos todos os dias é o máximo que podemos esperar, ou há mais quando resolvemos esticar o pescoço para fora da
concha que nos protege.

“(…) – Eis o que não é bonito em tudo isso: daqui não se vê a poeira ou a tinta rachando ou sei lá o quê, mas dá para ver o que este lugar é de verdade. Dá para ver o quanto é falso. Não é nem consistente o suficiente para ser feito de plástico. É uma cidade de papel. Que dizer, olhe só para ela, Q: olhe para todas aquelas ruas sem saída, aquelas rias que dão volta em si mesmas, todas aquelas casas construídas para virem abaixo. Todas aquelas pessoas de papel vivendo suas vidas em casas de papel, queimando o futuro para serem aquecidas. Todas as crianças de papel bebendo a cerveja que algum vagabundo comprou para elas na loja de papel da esquina. Todos idiotizados com a obsessão por possuir coisas. (…)”

Quando Margo surge em sua janela para arrastar Quentin para uma aventura, ele não poderia imaginar que estava prestes a entrar na maior jornada de reflexão e autoconhecimento de sua vida, com ajuda de seus melhores amigos Radar e Ben, Q, segue em busca de uma Margo que ele na verdade não conhece, mas encontra-la é tudo o que ele mais deseja.frases-filosoficas-instagram

Com uma narrativa permeada de momentos para se pensar, vemos Quentin questionar tudo o que era tão certo para ele até o momento em que Margo voltou para a sua vida e virou tudo de ponta cabeça. Há nesta história, várias perguntas que o próprio leitor se encontrará tentando responder a respeito de sua própria vida, e existem também vários momentos descontraídos, em que é possível rir até o rosto doer. Mas principalmente cheguei à conclusão de que este é um livro que todos deveriam se permitir a oportunidade de ler, já que nos mostra que devemos sempre tentar enxergar além de nós mesmos e de nossas intrincadas vidas.

“(…) Pensei que talvez a garota de papel também pudesse se tornar uma garota de verdade aqui. E parecia um jeito de dizer aquela garota que se preocupava com popularidade e roupas e tudo o mais: “Você vai para as cidades de papel. E nunca mais vai voltar.” (…)”

Pensar que todas as nossas vidas fazem parte de um plano maior e não de uma rotina determinada por uma sociedade que se desenvolve com base em popularidade, fama e consumo é algo que realmente abre novos horizontes para todos aqueles que não querem apenas seguir na vida, mas realmente vivê-la.

 

Sinopse Oficial:

Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita.

Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.

 

O Filme:

087969.jpg-c_520_690_x-f_jpg-q_x-xxyxx

 

 

Vídeos:

Assista um vídeo do Autor falando do livro:

 

Assista ao Trailer oficial do Filme:

 

Dados Técnicos:

  • Capa comum: 368 páginas
  • Editora: Intrínseca (13 de agosto de 2013)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8580573742
  • ISBN-13: 978-8580573749
  • Dimensões do produto: 20,6 x 13,6 x 2 cm
  • Peso do produto: 431 g
  • Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Vídeo Resenha: Carina Rissi – Perdida

Olá leitores do coração,

Nossa vídeo resenha de hoje é sobre o livro Perdida, da autora nacional Carina Rissi. O livro é sensacional, ele começa no seculo XIX e logo nos primeiros capítulos nos remete a uma viajem apaixonante ao século XVIII, com seus vocabulários, costumes, indumentária, personagens e tudo mais que permeia esse século encantador. Uma narrativa leve, divertida e muito fluida, o que já é um traço de autora talentosíssima que é a carina. Vale a pena conferir a resenha e ler o livro!

Perdida

Sinopse:

Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam.

Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke.

Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…

Perdida é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página.

 

Assista aqui a Vídeo-resenha

Cobertura de Evento: Clube Literário Leitura Rio + Clube Violeta Ed. Rocco

11218864_829477627136643_9057600777465736986_n

Este sábado, dia 04/07, a partir das 16h, ocorreu o evento Clube Literário Leitura Rio + Clube Violeta, pertencente selo hot da Editora Rocco, com uma presença mega especial: A autora Best Sellers, Nana Pauvolih. Clique aqui e confira a página do evento.

O local escolhido para receber o encontro foi a Livraria Leitura do Parkshopping 91RBfMH0T2L._SL1500_Campo Grande (Rio de Janeiro). O ambiente é extremamente confortável, climatizado, excelente infra-estrutura e exemplares disponíveis suficientes para o deleite dos leitores que foram participar. Além do livro Redenção e Submissão (lançamento da autora), o livro Redenção de um Cafajeste também estava disponível para que quisesse aproveitar para comprar e autografar.

Foi um final de tarde muito agradável, repleto de leitoras ávidas pelas novidades que o segundo livro da série Redençao estava trazendo.

A autora, Nana Pauvolih, como sempre muito carinhosa com todos, apresentou o livro, falou sobre a trilogia, contou as novidades e respondeu as perguntas do público. Ao final, um momento super esperado: A hora de estar com a autora, tirar fotos e autografar os exemplares.

E não faltou, é claro, o sorteio de alguns brindes e eu saí de lá toda feliz com um super kit da Editora que eu ganhei!!! Aeeeeeee!

11716047_479280388906225_84995613_n

Se você perdeu esse, se programa para ir ao próximo porque é garantia de satisfação. E já adiantamos que ainda este mês tem outro deles que você não pode perder! Dia 26 no mesmo local tem o 8º Encontro do Clube Literário Leitura Rio.

Nesse evento, os livros discutidos serão os da Trilogia Fixed de Laurelin Paige.

Clique aqui e acesse a página do evento

 

 

Confira aqui a galeria de fotos do evento

 

Resenha de Livros: 1984

1984 – George Orwell

Por Thayanne Porto

 

Sinopse:

Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na 1984engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que “só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro”.

Quando foi publicada em 1949, poucos meses antes da morte do autor, essa assustadora distopia datada de forma arbitrária num futuro perigosamente próximo logo experimentaria um imenso sucesso de público. Seus principais ingredientes – um homem sozinho desafiando uma tremenda ditadura; sexo furtivo e libertador; horrores letais – atraíram leitores de todas as idades, à esquerda e à direita do espectro político, com maior ou menor grau de instrução. À parte isso, a escrita translúcida de George Orwell, os personagens fortes, traçados a carvão por um vigoroso desenhista de personalidades, a trama seca e crua e o tom de sátira sombria garantiram a entrada precoce de 1984 no restrito panteão dos grandes clássicos modernos.

Algumas das ideias centrais do livro dão muito o que pensar até hoje, como a contraditória Novafala imposta pelo Partido para renomear as coisas, as instituições e o próprio mundo, manipulando ao infinito a realidade. Afinal, quem não conhece hoje em dia “ministérios da defesa” dedicados a promover ataques bélicos a outros países, da mesma forma que, no livro de Orwell, o “Ministério do Amor” é o local onde Winston será submetido às mais bárbaras torturas nas mãos de seu suposto amigo O’Brien.

Muitos leram 1984 como uma crítica devastadora aos belicosos totalitarismos nazifascistas da Europa, de cujos terríveis crimes o mundo ainda tentava se recuperar quando o livro veio a lume. Nos Estados Unidos, foi visto como uma fantasia de horror quase cômico voltada contra o comunismo da hoje extinta União Soviética, então sob o comando de Stálin e seu Partido único e inquestionável. No entanto, superando todas as conjunturas históricas – e até mesmo a data futurista do título -, a obra magistral de George Orwell ainda se impõe como uma poderosa reflexão ficcional sobre os excessos delirantes, mas perfeitamente possíveis, de qualquer forma de poder incontestado, seja onde for.


 

Um dos livros mais clássicos de todos os tempos só veio parar na minha estante graças à um amigo que virou e disse “vale a pena”. Não me levem à mal, sempre quis ler, mas a vontade vinha acompanhada de um medo que muitos leitores conhecessem: “e se não for tão bom quanto dizem que é?”. Mas como esse meu amigo me emprestou o livro e de graça até injeção na testa, resolvi deixar o medo de lado e cair nas garras de Orwell.

O ano é (ou pelo menos achamos que é) 1984. O mundo agora é dividido entre Oceânia, Eurásia e Lestácia. As três nações vivem em conflito, mas as noções de “amigo” e “inimigo” mudam de acordo com as necessidade políticas. Ninguém lembra quando ou como aconteceu o golpe que instalou um regime totalitário, mas todos os seguem com a confiança inabalável que aquilo foi a melhor coisa que já aconteceu, que todos estão vivendo felizes e que não falta nada para ninguém – mesmo com as rações de chocolate diminuindo a cada mês, com a falta de roupas apropriadas e com comida que mais parece uma gosma.

No meio de tudo isso, vive Wiston Smith. Ele trabalha no Ministério da Verdade, responsável por alterar documentos, jornais e livros. Assim como todos ao seu redor, Wiston vive cercado de teletelas, que controlam todos os seus movimentos e dita como é seu dia: ele tem horário para acordar, fazer atividades físicas e por aí vai. E esse não é o único modo de vigilância: por toda a Oceânica há cartazes com os dizeres “O Grande Irmão está de olho em você”, com o olhar da autoridade máxima acompanhando quem passa pela rua. Enquanto isso, a Polícia do Pensamento trabalha 24 horas usando a psicologia e a vigilância constante para detectar o que eles chamam de “crimideia” ou “crimepensar”, que é quando membros da sociedade tem o pensamento (por menor que seja) de desafiar às autoridades.

“Guerra é Paz, Liberdade é Escravidão, Ignorância é Força (…) Tirou do bolso uma moeda de vinte e cinco centavos. Ali também, em letras minúsculas e precisas, estavam inscritos os mesmos slogans, e do outro lado da moeda via-se a cabeça do Grande Irmão. Até na moeda os olhos perseguiam a pessoa. Nas moedas, nos selos, nas capas dos livros, em bandeiras, em cartazes e nas embalagens de cigarro – em toda parte. Sempre aqueles olhos observando a pessoa e a voz a envolvê-la. Dormindo ou acordado, trabalhando ou comendo, dentro ou fora de casa, no banho ou na cama – não havia saída. Com exceção dos poucos centímetros que cada um possuía dentro do crânio, ninguém tinha nada seu”.

Mesmo com toda essa vigilância, Wiston sabe que as coisas poderiam ser diferentes. Ele se lembra (ou acha que se lembra, do que se pode ter certeza?) de uma época que as coisas não eram daquele jeito, que ninguém tinha que racionar chocolate, da mãe, da irmã.. E, mesmo sabendo que está cometendo o crimideia, não consegue se controlar. Ele até mesmo compra um diário para desabafar, apesar de não saber o que ou para quem escrever. Até que ele conhece Júlia, uma jovem rebelde com quem ele começa a viver um romance proibido – já que todos os romances são proibidos e o casamento é visto apenas como uma obrigação para gerar filhos. Até mesmo o sexo é ensinado como algo nojento, essencial apenas para a procriação. O casal é apresentado Brian, que confirma a existência de uma sociedade secreta que quer derrubar o Grande Irmão e voltar com a democracia. Começa, então, um esquema para que ninguém perceba que eles estão fazendo e as consequências caso alguém descubra são inimagináveis..

Um excelente livro, me prendeu do início ao fim e me deixou sem ar em alguns trechos. A obra, que é um clássico pelos motivos certos, faz o leitor pensar sobre o modo como nós vivemos, o tempo todo observados, sempre tendo que nos reportar à alguém. Uma crítica feroz ao socialismo que merece ser pensada. Um dia, vi dois alunos do Colégio Pedro II lendo esse livro e perguntei se era leitura obrigatória – eles disseram que sim. Aproveito, então, para bater palmas ao colégio e deixar aqui minha esperança que outras escolas sigam o mesmo exemplo. É com livros como 1984 que vamos educando nossas mentes para pensar e não só aceitar.

Minha avaliação: ♥♥♥♥♥

 

Dados Técnicos:

Páginas: 266

Editora: Companhia das Letras

Formato: Físico e E-book

Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Entrevista: Cátia Mourão

Cátia Mourão – Autora de Elos do Destino e da saga Mais Além da Escuridão (M.A.D.E)

 

Sobre a autora:

Catia Mourão é membro do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Buenos Aires e Catia Mouraoparticipou da 41ª Feira do Livro de Buenos Aires, onde realizou uma sessão de autógrafos para os leitores argentinos.

Ainda menina, percebeu sua paixão pela arte escrita, quando aos sete anos de idade recebeu de sua tia, exemplares de Ilíada e da Odisseia de Homero. As obras despertaram sua paixão pelas histórias de aventura e fantasia. Daí para os contos de terror de Edgar Allan Poe e as tramas vampirescas de Anne Rice, foi apenas uma questão de tempo. Mas foi se enveredando no mundo da literatura que ela aprimorou seu gosto por romances, até que em 1997 decidiu escrever seu primeiro livro, o texto de dramaturgia intitulado “Elos do Destino”, que foi reeditado em 2015 pela Ler Editorial e está sendo adaptado para o cinema.

Catia Mourão também é autora da saga de literatura fantástica “Mais Além da Escuridão”, que já conta com dois volumes publicados, escritos em parceria com o autor Johnatan Souza, e do Spin off “Entre Nós – Pelos olhos de Donovan”, baseado na visão do protagonista Donovan Hunter sobre os acontecimentos vividos em “Entre Nós”, o primeiro volume da saga.

Atualmente Catia se dedica a finalização da obra “Insurgência”, o terceiro volume de Mais Além da Escuridão, que será lançado na Bienal do Rio 2015 e se prepara para a palestra que apresentará na FLIR – Feira do Livro de Resende, com o tema Literatura Fantástica.

Suas Obras:

 

Perguntas e Respostas:

1) Como é o seu processo de criação? Como é o seu cotidiano de escrever e quanto tempo leva em média?

Confesso que não sou muito disciplinada, daquele tipo de autor que escreve todos os dias e tem um horário certo para trabalhar. Em geral escrevo dois ou três dias por semana, mas quando sento pra escrever passo horas seguidas na frente do computador. Gosto de trabalhar nos meus livros à noite, quando todo mundo está dormindo. Curto a sensação de isolamento e o silêncio que a noite traz, e não é raro virar a madrugada com um texto até o sol nascer.

 

2) Como veio a ideia do livro “Entre nós”, o primeiro da trilogia M.A.D.E.?

Entre Nós surgiu muito espontaneamente. Eu e o Johnatan criamos os personagens antes mesmo de pensar em fazer a saga. No início era quase uma brincadeira particular, pequenos contos e coisas assim, até que um dia eu sugeri a ele: Vamos escrever um livro? Colocar no papel as aventuras do anjo e da Carlie? E foi assim que surgiu MADE. O Donovan era para ser um personagem secundário e foi uma grande surpresa para nós a dimensão que ele ganhou na trama, se tornando o personagem favorito da maioria dos fãs.

 

3) Em que momento você decidiu que o livro teria um desmembramento tão grande que o fizesse ser mais de um volume?

Logo no início, quando começamos a escrever o primeiro livro. Preparamos um roteiro minucioso, com tudo que aconteceria ao longo da historia e também o trabalho prévio de pesquisa, e percebemos que o volume era imenso. Seria inviável resumir tudo em um único volume. Pensamos em fazer uma trilogia, mas mesmo assim os livros ficariam muito grandes e nosso objetivo era produzir exemplares leves, que você levar na bolsa, ler na condução ou na cama. Enfim, queríamos que nossos personagens pudessem acompanhar os leitores, então optamos pela saga.

 

4) Como nasceu a escritora profissional?

Acho que nasceu lá atrás, ainda menina, mas foi em 1997 que permiti que ela aflorasse, escrevendo o “Elos do Destino”. Na versão original ele era uma novela romântica, um texto de dramaturgia, que foi adaptado para romance na edição nova de 2015.

 

5) Quais são os sonhos da autora Catia Mourão? Quais são os sonhos da pessoa “Catia”?

A autora Catia Mourão sonha em um dia ver MADE nas telonas ou mesmo adaptado para uma série de TV, mas sabe que isso ainda é muito difícil aqui no Brasil, principalmente se levarmos em conta que um filme com a temática fantasia requer muito trabalho de efeitos visuais e nosso cinema ainda carece de técnicas avançadas nessa área. Por enquanto fico feliz com o “Elos” que está sendo adaptado. Isso já é uma vitória imensa. Não posso me queixar.

A pessoa Catia tem sonhos muito parecidos com a autora e o maior deles é o reconhecimento pelo trabalho realizado. Gostaria de viver em um Brasil que valorizasse mais o que é seu e menos o que vem lá de fora. Os leitores brasileiros que apreciam a literatura nacional são muito receptivos, mas ainda são poucos. Queria vivenciar aqui o mesmo que senti em Buenos Aires, durante minha participação na Feira de Livros, em abril. Precisei ir até lá pra sentir a devida proporção do valor do meu trabalho. Sonho com o dia que acontecerá o mesmo aqui.

 

6) Como é escrever um livro em parceria com outra pessoa?

Sempre me perguntam isso e a resposta é: muito difícil. É preciso ter muita sintonia pra não perder a mão. Nosso principal foco é manter a unidade do texto. Não deixar os leitores perceberem quando termina o trabalho de um e começa o do outro, e pelas críticas que recebemos acho que conseguimos atingir nosso objetivo.

 

7) Quem são suas autoras/ autores nacionais favoritos?

Eduardo (mestre) Spohr rsrs é o primeiro da lista. Sou muito fã do trabalho dele. Também gosto muito do Laurentino Gomes, da Kell Costa e da Mary Scotti, todos de literatura fantástica. No gênero romance, gosto muito da JC Ponzi, da Bianca Carvalho, e de várias outras autoras que se eu for citar vai render uma lista imensa.

Sou leitora compulsiva e acabo lendo um pouco de tudo, mas fantasia e romance ainda são meus preferidos.

 

8) Quem são suas autoras/ autores internacionais favoritos?

Anne Rice (Diva suprema), Becca Fitzpatrick, JR Ward, George Martin e o estilo do terror que só o Stephen King sabe fazer.

 

9) Como lidar com as críticas? Sejam elas de leitores, editoras, críticos profissionais e/ou colegas de profissão;

Crítica faz parte do trabalho de qualquer artista e com a literatura não é diferente. Ninguém é unanimidade. Por melhor que você faça seu trabalho, é impossível agradar a todos. Quando a crítica é feita com coerência é muito produtiva, ajuda no crescimento do autor e no aprimoramento do trabalho. E quando não é, procuro levar com bom humor e usar aquela máxima: falem mal, mas falem de mim rsrs

 

10) Qual foi o momento, a cena, mais difícil de você escrever das suas histórias?

Não sei se teve um trecho específico que tenha sido mais difícil. Pra mim em geral o mais difícil é o final. Eu ouço meus leitores dizerem que os finais dos meus livros são arrebatadores e penso: Vocês não fazem ideia do quanto foi difícil escrever isso rsrsrs Não sei se acontece com outros autores, mas eu vou ficando ansiosa quando chego ao final de um livro, vai dando uma pena de ter que se despedir dos personagens, uma vontade de prolongar só mais um pouquinho… Sabe aquela ressaca que os leitores sentem quando terminam de ler? Eu sofro dela antecipadamente, sempre que tenho que escrever um último capítulo.

 

11) Qual a importância das mídias sociais para a disseminação da leitura nacional em geral e, em especial, para suas obras?

Sou suspeita para falar, porque eu devo tudo às mídias sociais. Foi na rede que eu comecei e vi meu trabalho crescer e aparecer. Graças a ela hoje meus livros são lidos em toda parte do mundo, onde quer que haja um brasileiro. Se eu acho esse tipo de mídia importante? Sim. Muito! Tanto que até as grandes editoras estão se rendendo a essa potência que são as mídias sociais e criando campanhas exclusivas para essas redes. Eles estão percebendo agora o que os autores independentes já sabem há muito tempo.

 

12) Vc costuma fazer uma playlist do livro que escreve?

Para o Elos do Destino não fiz, mas MADE tem uma playlist maravilhosa. Todos os volumes da saga são embalados por Pop Rock da melhor qualidade e de tanto pedirem, estamos pensando em presentear os leitores no lançamento de Insurgência, com um CD da playlist.

 

13) Houve ou qual é o livro que te inspirou/ inspira a escrever? Aquele que te marcou e que de tempos em tempos você relê porque tem saudades?

Sou muito eclética e acho que fui influenciada por vários autores, de épocas e estilos variados. Mas sou especialmente apaixonada por Entrevista com o vampiro, da Anne Rice.

 

14) O que mudou na sua vida depois que se tornou uma autora profissional?

Na minha vida pessoal pouca coisa mudou. Costumo brincar que autor é o melhor tipo de artista que existe, porque você pode andar em qualquer lugar bem á vontade. Ninguém vai te abordar pra pedir autógrafo se você não estiver em um evento literário. O que mudou mesmo foram as noites de trabalho intenso e solitário, e as viagens. Sempre gostei de viajar e achava que fazia isso com frequência, mas agora estou sentindo de verdade como é perambular por aí participando de eventos rsrs Já fui pra Belo Horizonte, São Paulo, Buenos Aires e para o interior do Rio. Vou para Recife em julho, volto pro Rio e logo depois de volta a São Paulo. Faço a Bienal no Rio e parto de novo pra um evento em Brasília, e até o fim do ano com certeza ainda vai aparecer mais alguma viagem na minha agenda. É gostoso poder encontrar os leitores e os fãs que estão espalhados por aí, mas confesso que às vezes fico cansada.

 

15) Em nossa opinião a plataforma Wattpad foi um divisor de águas na vida dos novos autores, um excelente celeiro de grandes obras desconhecidas. Você utiliza essa plataforma? O que acha dessa metodologia de leitura aberta?

Eu reconheço o valor que plataformas como o Wattpad e o Widbook representam, mas nunca fui usuária e sinceramente, acho que hoje não seria. No início elas serviram bem ao seu papel e ajudaram a divulgar o trabalho de muitos autores bons, que só precisavam ser lidos para serem descobertos. Mas agora tenho visto muita gente reclamando. De um lado os autores que se queixam da quantidade absurda de pirataria e plágio que acorre nessas plataformas, e do outro lado os leitores, que reclamam dos autores, porque param de postar as obras e abandonam o site. Acho que a ideia original é excelente, mas a política das plataformas precisam ser revistas, para que possam voltar a atingir o objetivo. Se um autor quer visibilidade para sua obra, considero mais seguro publicar um livro na Amazon e liberar para leitura grátis, abrindo mão dos royalties.

 

16) O autor, de modo geral, sempre espera que seus livros sejam bem recebidos pelos leitores, mas quando iniciou a escrita da Trilogia MADE, você imaginou que ganharia tantos apaixonados pelos seus livros? Como foi quando você percebeu o tanto de gente (jovens e maduros) que estava acompanhando avidamente seus livros?

Foi uma surpresa! É claro que nós esperávamos que MADE fizesse sucesso. Esse era nosso sonho. Mas não imaginávamos que aconteceria tão rápido e nem da forma que foi. As pessoas se apaixonam pelos personagens, brigam por eles e chegam a nos ameaçar quando dizemos que alguém vai morrer na trama. É até engraçado, porque recebemos mensagens de leitores totalmente envolvidos com a historia que criamos pra eles. Algumas são mensagens mais comportadas parabenizando pelo trabalho, outras são tão passionais que até nos assustam um pouquinho, mas a maioria são verdadeiras declarações de amor incondicional pelo Donovan rsrs Quando começamos a escrever a saga pensamos em uma obra direcionada ao público jovem adulto, mas ficamos impressionados ao ver que atingimos também os leitores mais maduros que gostam de literatura fantástica.

 

17) Como é a sua relação com os seus leitores/seguidores/fãs?

Procuro estar o mais próxima possível do meu público, seja através dos eventos que participo ou mesmo da minha página pessoal. Sempre digo a eles que podem me adicionar no Facebook e cada vez que volto de um evento tem um monte de solicitação de amizade. Aceito todo mundo, respondo as mensagens pessoalmente, faço questão de interagir com eles. Tem dias que passo horas conectada. É cansativo, mas é muito gratificante receber todo esse carinho. É claro que tenho assessoria para cuidar da minha agenda e dos meus compromissos, mas dessa parte não abro mão de cuidar pessoalmente. Alguns fãs já se tornaram amigos pessoais, ajudam a divulgar meus livros e me acompanham sempre. Agradeço a Deus todos os dias por colocá-los em meu caminho.

 

18) Quais são os seus novos projetos? Já tem algo em desenvolvimento?

Vou lançar duas obras na Bienal do Rio. Dia 05 é o lançamento de Insurgência, o volume três de Mais Além da Escuridão, e dia 13, último dia da feira, é o lançamento de Contos e Poemas Góticos de Carlie Marie. Confesso que estou meio receosa com esse último, porque é uma coletânea de textos da época em que eu escrevia em espanhol e que foram traduzidos para o português. São pequenos contos, poemas e pensamentos da Carlie, a vampira protagonista de MADE, mas tem muito de minha essência. É como me desnudar frente ao público, mostrar um lado até então desconhecido e que envolve muitas emoções. Os textos têm um toque sombrio, ao qual os leitores daqui não estão muito acostumados, mas decidi pagar pra ver e apresentar esse outro lado da minha escrita que os fãs brasileiros ainda não conhecem.

 

Deixe um recadinho para os leitores do Blog.

Então amores, quero convidar todo mundo para o lançamento de MADE 3, dia 05 às 17 horas no estande da Ler Editorial, na Bienal do Rio. Esse é o livro da guerra. Finalmente a profecia se realizará, e prometemos a vocês muitas aventuras e várias surpresas nesse volume, além dos brindes lindos de sempre. Espero todo mundo lá! Costumo brincar dizendo que vai chegar o dia em que vão uma fila linda, daquelas com trezentas pessoas, pra minha sessão de autógrafos na Bienal. Quem sabe não é dessa vez? rsrs

 

Resenha de Filmes: Cinderella

Cinderella

Direção: Kenneth Branagh

Por: Bianca Pascoal

 

Sinopse:

A história de Cinderela segue a vida da jovem Ella (Lily James), cujo pai comerciante Cinderelacasa novamente depois que fica viúvo de sua mãe. Ansiosa para apoiar o adorado pai, Ella recebe bem a madrasta (Cate Blanchett) e suas filhas, Anastasia (Holliday Grainger) e Drisella (Sophie McShera), na casa da família. Mas quando o pai de Ella falece inesperadamente, ela se vê à mercê de uma nova família cruel e invejosa. Relegada à posição de empregada da família, a jovem sempre coberta de cinzas, que passou a ser chamada de Cinderela, bem que poderia ter começado a perder a esperança. Mas, apesar da crueldade a que fora submetida, Ella está determinada a honrar as palavras de sua falecida mãe e “ter coragem de ser gentil”. Ela não cederá ao desespero nem aos que a maltratam. E depois tem o belo estranho que ela conhece na floresta. Sem saber que, na verdade, trata-se de um príncipe, não um mero aprendiz do Palácio, Ella finalmente sente que encontrou uma boa alma. Parece que sua sorte está prestes a mudar quando o Palácio envia um convite aberto a todas as donzelas do reino para ir a um baile, aumentando as esperanças de Ella de encontrar novamente o encantador Kit (Richard Madden). Infelizmente, sua madrasta a proíbe de ir ao baile e, impiedosamente, rasga seu vestido. Mas, como em todo bom conto de fadas, surge ajuda, e uma gentil mendiga (Helena Bonham-Carter) aparece e – armada com uma abóbora e alguns ratinhos – muda a vida de Cinderela para sempre.

Figurino-_Cinderela_blog-el-ropero_6

 

Sim, eu amo contos de fadas! são filmes que embora geralmente tenham um fundo romântico, tratam principalmente da inocência e bondade de um ser para com o seu próximo. Nesta versão de Cinderela, acredito existirem várias lições sobre como ser uma boa pessoa, Ella, teria todos os motivos do mundo para ser uma menina revoltada e amarga, no entanto leva sua vida de acordo com uma promessa feita a sua mãe de ter coragem e ser gentil. Achei o filme interessante pelo fato de mostrar a vida familiar de Ella antes da chegada da Madrasta, pois nos permitiu pensar que ela poderia ter sido plenamente feliz, se os infortúnios da vida não a tivessem atingido com tanta severidade. Isso somado ao fato de Ella já ter dentro de si uma ternura enorme tornam essa personagem em uma das minhas favoritas, não se enganem, ela não é nenhuma mártir, ela fica chateada e com raiva, e por causa dessas imperfeições é que ela acaba conhecendo o seu príncipe, além do que quando foi realmente necessário, nossa Cinderela, enfrentou de frente sua madrasta malvada, para seguir sua felicidade. Sobre as lições que mencionei, as que mais me marcaram foi que algumas vezes, mesmo que a sua fé vacile é possível que seus atos de bondade sejam o suficiente para que alguma graça recaia sobre você, tratar os outros com educação, gentileza e carinho não é um ato apenas para a pessoa a que o tratamento é direcionado, mas uma comprovação de que não importa o quanto o mundo a sua volta seja feio, você está fazendo a sua parte para deixa-lo mais bonito e acima de tudo, nunca desista dos seus sonhos e de ter coragem para lutar pelo que você quer. Uma questão que sempre fica na minha cabeça em todas as versões que eu vejo dessa história clássica, é que se a madrasta (representada aqui magistralmente pela Cate Blanchett), tivesse apenas, amado mesmo que um pouco a Cinderela, e tratado ela como filha, estaria vivendo uma vida confortável no palácio cercada de todas as mordomias possíveis, mas é como dizem né, carma é carma.

 

Ficha Técnica:

Elenco:  Lily James, Cate Blanchett, Richard Madden, Sophie McShera, Holliday Grainger e Helena Bonham.

Nome Original: Cinderella

Duração: 112 minutos.

Distribuidor: Walt Disney Pictures

Ano: 2015

País: Estados Unidos

Gêneros: Fantasia, Romance.

Classificação Etária: Livre

Data de Estréia: 26 de março de 2015

 

Assista aqui o trailer do filme

Cobertura de Evento: Pauta Agencia – Evento de Lançamento

Pauta Agencia – Evento de Lançamento

11427197_1010590182285994_5944537677290476176_n

 

Este sábado, dia 27 de junho, foi um dia mega especial. Não só por ser o lançamento da Pauta Agencia (que certamente vai bombar no mercado editorial) mas também porque um único evento nos deu a oportunidade de estar com 10 autores nacionais de gêneros variados e renomados ao mesmo tempo.

Os autores convidados deste dia foram: Bianca Carvalho, Chris Melo, Fernanda França (que por um imprevisto não pôde estar presencialmente), Graciela Mayrink, Leila Rego, Lu Piras, Luciane Rangel, Maurício Gomyde, Patrícia Barboza e Tammy Luciano.

O Evento foi realizado no Leblon, na Livraria Sabor Literário. O local escolhido é uma 2015-06-27 15.07.41delícia! Um ambiente intimista, confortável, com muito boa infra-estrutura, local de fácil acesso e funcionários educados, preparados e solícitos.

Flavia Mayrink, organizadora do Evento, pela Pauta Agência, começou com o pé direito! A equipe de organização está de parabéns! Com um atraso mínimo, iniciou as atividades com muito desenvoltura e organização, apresentando e entrevistando cada um dos convidados e em seguida dando à palavra ao público presente, que aproveitou a oportunidade para saber mais de seus autores queridos, suas obras e novidades.

Ao final, uma farta distribuição de livros e brindes literários e, para fechar a noite com chave de ouro, um momento onde os leitores puderam conversar e tirar fotos com os autores.

Eu, particularmente, amei o evento! Pude estar com autores queridos e que eu tinha muita vontade de conhecer pessoalmente, rever alguns que já conhecida e descobrir novas obras que ainda não tinha tido contato, além de estar com amigos do meio literário que encontro com certa frequência nesses eventos e adoro! E, para completar ainda conheci uma autora mirim (Nina Krivochein) que é um encanto! (Dentro em breve farei um post exclusivo dela).

2015-06-29 12.24.31

Com a autora mirim Nina Krivochein

Para quem ainda não conhece nosso parceiro – Casal Aficcionado – eles também estiveram presentes para a cobertura desse evento e podem esperar pela vídeo resenha deles que como sempre arrasa! O Érico tirou as fotos do evento, inclusive as minhas tietando os autores (Muito obrigada Érico! Nota 1000!)

Para quem perdeu, confira aqui os detalhes da apresentação e entrevista dos autores e, se possível, não deixem de ir no próximo, vale muito a pena!

 

Patricia Barboza

Autora Infanto-Juvenil

Suas obras: As Mais (Série de 5 volumes)

Patricia Barboza

Foto: Divulgação

Autora contou sobre a origem da Série, As Mais (Mari, Aninha, Ingrid e Suzana), que inicialmente seria apenas um livro (Divido em 4 partes contando a história das 4 amigas protagonistas) mas, por conta do sucesso e do pedido dos próprios leitores, a editora encomendou a continuação que ficou sendo um livro para cada uma das amigas da série. A coleção, composta por 5 livros, teve seu lançamento em março/2014 e, por conta dessa pressão, logo em setembro/2014 já foi lançado o segundo volume da série e agora em junho/2015 foi lançado o ultimo volume. Ela contou sobre o desafio do lançamento entre o primeiro e o segundo volume que foi o livro que ela teve menos tempo para desenvolver. E, confidencio que o último volume para ela foi o mais difícil de escrever pois a personagem tem uma personalidade forte e bastante diferente da dela e, além disso, ainda teve que concluir neste volume a história das outras 3 amigas. Por enquanto ela está trabalhando a série e ainda não está trabalhando em nenhum novo projeto.2015-06-27 15.27.51

Perguntada sobre como administrar seu tempo entre escrever os livros e estar nas redes sociais trabalhando e interagindo com o seu público, Ela explicou que divide o ano em 2 períodos (de abril a novembro e de dezembro a março), pois sendo uma autora infanto-juvenil ela trabalha visitando muitas escolas e fazendo palestras. Costuma escrever seus livros de Dez a Mar que corresponde ao período de férias escolares. Sobre as redes sociais ela é muito disciplinada, limitando-se a responder pela manhã mensagens e e-mails e, o restante do tempo usa resolvendo questões administrativas (inclusive de viagens) e pesquisando para os seus livros.

Eu, particularmente, não tinha tido contato com nenhuma obra da autora e fiquei apaixonada e pensava o tempo todo no meu sobrinho de 10 anos que vai adorar ler os livros dela, tanto é que já trouxe pra casa os 3 primeiros volumes devidamente autografados para ele.

 

Luciane Rangel

Luciane Rangel

Foto: Divulgação

Autora Infanto-Juvenil

Sua obras: Série Guardians (8 volumes) e Tenshi

Estudante de Letras Português-Japonês, seus livros tratam do universo Mangá.

Perguntada sobre seus próximos livros, se serão ainda neste universo, ela adianta que seu próximo projeto será ambientado no Brasil mas mantendo essa mesma característica e trazendo um pouco da cultura japonesa. Além desse próximo livro, ela já tem idéias para outros livros, ambientados em outros países mas, sempre com uma pitada da cultura japonesa, pela qual é apaixonada.

Em seu livro Tenshi, a autora traz a questão do Bullying mas de uma forma diferenciada. Nele, a 2015-06-27 15.34.28protagonista apresenta um padrão de beleza bem aceito aqui no Brasil mas quando ela vai viver no Japão ela se torna a diferente naquela região e termina por sofrer com esse problema. Ela trabalha muito bem a questão da auto-aceitação, que é uma tema muito importante para o seu público-alvo. Ela conta que fica muito feliz abordando com sucesso esse tema pois recebe com frequência mensagens das leitoras agradecendo e parabenizando pelo seu trabalho pois se identificam com a personagem e se levam a refletir sobre suas próprias questões.

 

Graciela Mayrink

Autora Juvenil

Suas Obras: A namorada do meu amigo e Até eu te encontrar

Graciela Mayrink

Foto: Divulgação

A autora, junto a autora Lu Piras, estão lançando seus novos projetos pela Editora L&PM, considerada uma editora mais CULT, que até então não tinham nada do gênero em seu catálogo. Ela foi perguntada justamente sobre essa transição. Sobre essa questão, respondeu ter sido pega completamente de surpresa pois por conhecer o estilo da editora jamais tinha imaginado ser procurada por eles com interesse em suas obras. Ela falou que estão numa fase de conhecimento mútuo, eles dela e ela deles. Mas, que vai continuar a publicar suas obras seguindo as mesmas características de antes e sempre buscando melhorar. Ambientado no Rio de Janeiro, nesse próximo projeto ela adianta que trará um pouco mais de carga dramática, o que vai surpreender seus leitores.

Sendo o público juvenil um público exigente (que reclama mesmo!), a mediadora pediu que autora comentasse justamente sobre isso, a exigência desse público-alvo.  Como exemplo, a mediadora cita um artigo – A Revolta das 2015-06-27 15.38.11 Adaptações – que a autora escreveu para a coluna Skoob, falando sobre as adaptações literárias para o cinema e que o público juvenil critica quando essas adaptações se diferenciam do livro. Essa coluna teve uma enorme repercussão entre seus leitores. Ela falou também sobre os leitores que estranham a diferença dos livros escritos em primeira pessoa e terceira pessoa e, ainda, falou sobre o final de seu livros que ela tende a deixar finais em abertos pois, em suas próprias palavras ” A vida é uma coisa em aberta”. E ela conta que recebe muitas mensagens questionando seus finais e ela tenta passar para o seu leitor que ele deve pensar por esse lado e abrir a mente e que a grande maioria entende e aceita o seu ponto de vista.

 

Lu Piras

Autora Juvenil

Suas obras: Um herói para Ela, Série Equinócio, A Última Nota.

Lu Piras

Foto: Divulgação

Aproveitando o assunto da transição de editora, iniciado na apresentação da autora Graciela Mayrink, Lu Piras também começou sua apresentação contando como foi receber o convite da Editora L&PM, considerada uma editora Cult e que agora se aventura em um novo gênero literário para comercializar. Lu, acostumada a comprar os livros da editora para as disciplinas da faculdade de Direito que cursou, se surpreendeu ao ser contatada, na medida em que classificava suas obras como um gênero que não era interesse dessa editora. Ela escreve para um publico juvenil mas como uma linguagem mais rebuscada e, avalia que esta será uma etapa curiosa na sua carreira e que ela espera ser de grande sucesso. A autora começou em uma editora pequena, a Dracaena, depois passou pela Novo Século, um pouco maior, depois pela Novo Conceito, ainda um pouco maior, e agora vai pra L&PM que não publicava o seu gênero e que vai começar agora a partir dela e da Graciela. Tem grandes expectativas uma vez que percebe o trabalho dedicado e minucioso do editor. Agora o seu novo livro está passando pelo processo de revisão e diagramação e será lançado na 2015-06-27 15.46.41Bienal do Rio deste ano. Ele se chamará Além do Tempo e mais um dia, um romance de superação que contará uma história de amor com o foco no protagonista, que teve poliomielite aos 3 anos de idade, usa prótese mas, tem o sonho de ser corredor olímpico. Um história de grandes conquistas.

Outra questão tratada na apresentação da Lu, foi esse gênero que ela vem trazendo agora. Conhecido como Sik-lit, é o gênero que fala de doenças em seu desenvolvimento. Particularmente, quando penso no gênero, a primeira autora que me vem à mente é a Sandi Lynn, que escreveu maravilhosamente bem a trilogia Forever, que eu amo! (resenhada aqui no Blog) mas, na literatura internacional existem muitos nomes de peso como a Jojo Moyes (Como eu era antes de vc, que eu chorei litros) e John Green (a culpa é das estrelas) – ambos com adaptações para o cinema mundial. No Brasil, só me recordo da autora Julie Lopo, da Editora Planeta Literário, com o livro Nos Passos do Amor (resenhado aqui no Blog) e agora, a Lu Piras, que certamente trará um trabalho primoroso que vou devorar assim que sair!

A autora, muito versátil, adora desafios, tanto é que ela se aventurou em vários gêneros: Romance sobrenatural ( Série Equinócio ), Romance Urbano (A última nota), Romance Romântico (Um Herói para Ela), Romance Sik-lit (Além do tempo e mais um dia). Seguindo a mesma linha dos seus outros livros, é uma história que busca uma realização (pessoal, profissional, entre outros). Por mais que tenha uma carga dramática maior, ela enfatiza que serão choros de emoção e alegria, para despertar no leitor um sentimento positivo.

 

Fernanda França

Autora Juvenil

Suas Obras: Bolsas, beijos e brigadeiros, Malas, memórias e marshmallows, 9 minutos com Blanda e Crisálida – Amores que transformam.

Fernanda França

Foto: Divulgação

A autora teve um imprevisto e não pôde estar presente presencialmente mas, fez questão de gravar um vídeo muito carinhoso que foi exibido durante o evento e respondeu às perguntas enviadas pela mediadora do bate-papo.

A autora escreve o genero Chick-lit, ou Comédia Romântica. Ela destaca que ainda que escreve com humor e de forma leve e sempre aborda em seus livros algum tema relevante da atualidade, como por exemplo o preconceito, como forma de entreter mas também fazer o leitor refletir.

Ela fala sobre o mercado editorial como sendo um pingue-pong, algo que vai e volta, por isso não se prende a escrever o gênero que esta em alta no momento. Ela escreve o que gosta porque, principalmente, acredita que existem leitores que em todos os momentos estão lendo todos os 2015-06-29 22.48.38tipos de livros e que nunca vão deixar de ler aquilo que gostam.

“O riso é uma ferramenta muito poderosa e os meus livros de alguma forma refletem isso, uma maneira bem humorada de enfrentar as coisas e resolver os problemas”

Sobre o seu novo livro, ela adianta que ele se chamará o Pulo da Gata e contará a historia de uma veterinária, Meg May, cuja meta de vida é casar! não importa com quem, o que ela quer é casar! A história mostra o relacionamento dela com as amigas que a apoiam ainda que não concordem com essa meta obsessiva do casamento e, em um dado momento acontece uma reviravolta bem grande no livro e a personagem se vê no fundo do poço e ela precisará dar um jeito de dar a volta por cima e é aí que ela terá um “pulo do gato”, no caso, da gata, a Meg May! O livro será lançado pela Editora Planeta na Bienal do RJ sem Setembro.

Assista na íntegra o vídeo da autora (perdoem a gravaçao de celular).

 

Leila Rego

Foto: Divulgação

Autora Juvenil

Suas Obras: Amigas Imperfeitas, Pobre não tem sorte 1 e 2, A segunda vez que te amei.

Outra autora do gênero Chick-lit, ela escreve o gênero que mais ama ler. Tem dois livros publicados. O primeiro, Amigas Imperfeitas, conta a história de uma mulher que ama demais e sofre porque se joga impulsivamente achando que um cara que conheceu ontem já é o homem da sua vida. Ela tem muito retorno com esse livro até hoje mesmo ele já tendo sido lançado em 2012. Atualmente está trabalhando num novo projeto, que na verdade é uma reescritura de uma obra sua antiga mas que esta ganhando nova roupagem e novas perspectivas, a pedido da editora.2015-06-27 16.00.06

Uma curiosidade da autora é que ela cresceu no Mato Grosso, numa cidade do interior muito isolada, que não tinha energia elétrica e muito pouco recursos e estudou numa escola rural e mesmo assim, venceu distancias. Os livros foram por toda sua vida seus grandes companheiros.

 

 

Maurício Gomyde

Autor de Romances

Suas Obras: O mundo de vidro, o rosto que precede o sonho, Ainda não te disse nada, Dias melhores pra sempre, A máquina de contar histórias.

Mauricio Gomyde

Foto: Divulgação

Sendo um dos poucos autores nacionais que escreve romances e com uma legião expressiva de fãs, Maurício se destaca no mercado editorial romântico pela Editora Intrínseca e suas obras já venderam muitos exemplares. Dono da franjinha mais famosa do mundo literário, é uma simpatia de pessoa, eu adorei conhecê-lo (embora minha amiga Vanessa Fiorio já tivesse me falado muito dele!). A respeito dos rumores de preconceito por parte das leitoras que desconfiariam se homem entende bem o universo feminino para escrever um bom romance: Ele é a prova de que SIM! HOMEM TAMBÉM ESCREVE ROMANCE! e muito bem!

O autor discute o assunto de forma muito descontraída, e séria ao mesmo tempo. Segundo sua editora ele escreve Romances Dramáticos e não somente Romances Românticos. Quando perguntado porque não tem homens escrevendo romances, ele responde bem naturalmente: “Não sei! Não tenho a menor idéia!” O autor escreve para todo público, ele não recorta por faixa etária. Dos 14 aos 80 ou 90 anos é 2015-06-27 16.05.32público dele. Ele nunca escreveu romance para vender livros, escreve o que gosta, o que tem afinidade. Na minha opinião, do que eu pude perceber dele, o cara é um romântico na alma! Aquela pessoa que tem o dom de te tocar profundamente quando escreve, despertando emoções no mais frio dos corações (nossa! que profundo isso que escrevi! o cara conseguiu até despertar em mim a poeta!). Brincadeiras a parte, o trabalho desse profissional é sensacional! Ele carinhosamente me presenteou com um livro no sábado e, como não podia ser diferente, eu devorei o livro dele! e agora, posso me considerar mais uma na sua legião de fãs!

Sobre o seu próximo livro ele, infelizmente ( ;-( ) não pôde nos adiantar nada, a pedido da editora. Mas, nos assegurou de que não vai fugir do tipo de literatura que é a sua marca.

Relembrando sua trajetória até o lugar que ocupa hoje, ele falou sobre o mercado editorial e deu dicas para os novos autores. Sobre o mercado, ele fez uma breve análise sobre essa crise econômica que o pais enfrenta atualmente e que, por conta do enxugamento das verbas governamentais para a compra de livros, muitas editoras pequenas estão fechando as portas e isso, como era de se esperar repercute inclusive na organização de Feiras Literárias antes tradicionais e que esse ano não terão edição.

Mesmo como esse cenário, o autor enfatiza que é preciso correr atrás, insistir, perseverar! Todos os autores convidados, todos, sem exceção, tem inúmeras histórias mal sucedidas e vexatórias em Bienais e feiras para contar mas, com muito força de vontade e determinação todos hoje estão em boas editoras. Quanto mais a gente escutava, mais nascia em nós aquele sentimento de orgulho dos nossos autores que, mesmo com todas as dificuldades, batalharam e conquistaram seu espaço.

 

Chris Melo

Autora de Romances

Chris Melo

Foto: Divulgação

Suas Obras: Sob a luz dos teus olhos e Sob um milhão de estrelas

Com suas histórias românticas voltadas para o publico jovem adulto, Chris Mello chega ao time da Rocco, pelo selo fabrica 231 publicando dois livros: Sob a Luz do seus olhos (a quem ele devota todo seu sucesso) e Sob um milhão de estrelas (continuação de Sob a Luz de seus olhos).

Agora para a bienal, Sob a luz dos seus olhos, sai com nova revisão e nova roupagem, fruto do carinho esmerado dos editores da Rocco. Em seguida, aproximadamente novembro, Sob um milhão de estrelas, será lançado. Este é a história de um dos personagens secundários do primeiro livro que ganhou história própria a pedido dos seus leitores.

A autora fala dos Clichês do Livros que, segundo ela, podem ser por uma repetição de situação ou 2015-06-27 16.14.48de uma expressão idiomática. Sendo o clichê pelo segundo caso, não é indicado e nem visto com bons olhos mas, sendo o clichê por uma repetição de situação, não há como se fugir disso. Ela cita como exemplo a cena do primeiro beijo que, em todo livro de romance ela tem que necessariamente acontecer. O que o bom autor faz é tentar inovar a forma como ela acontece mas, a cena em si do primeiro beijo, um dos maiores clichês, obrigatoriamente terá que ocorrer. Nessa parte ela deu como exemplo uma famosa cena do cinema ( o beijo de ponta-cabeça do homem aranha).

 

Tammy Luciano

Autora de Romances

Suas Obras: Fernanda Vogel – Na passarela da vida, Novela de Poemas, Sonhei que amava você, Sou toda errada, Garota Replay, Claro que te amo!

Tammy Luciano

Foto: Divulgação

A autora, Ex- Ed. Novo Conceito, agora alça novos voos sob as asas da Ed. Valentina, a quem ela faz questão de frisar a boa relação de amizade e entendimento. Ela falou sobre seu novo livro, adiantando a sinopse da história cuja ambientação se dá na cidade de ladário, no Mato Grosso, onde a autora realmente morou na infância. O livro é dividido em duas partes: a primeira que é mais de sofrimento da protagonista e a segunda, que é a grande reviravolta do livro. Segundo ela, foi um exercício com os vilões pois nesse livro ela traz três vilões para a protagonista lidar. O titulo ainda não foi fechado e portanto ainda não pôde ser revelado.

A autora falou também do desafio de se escrever uma Biografia, que foi seu primeiro grande trabalho. A autora escreveu a biografia da modelo Fernanda Vogel, a pedido da família da modelo, e revela que recusou propostas para escrever outras biografias porque dá uma trabalho enorme, é muita responsabilidade e muito comprometimento pois alem de escrever, todas as informações devem ser checadas.2015-06-27 16.23.56

Após a biografia, ela escreveu um livro de Poesia mas, o que queria mesmo era escrever romance, e assim foi! Mas, como queria um diferencial, resolveu inovar e, ao invés de escrever sobre a mocinha, optou por escrever sobre uma vilãzinha, uma menina malvada.

A autora é uma pessoa maravilhosa, já tinha tido o prazer de estar com ela num outro evento literário e dessa vez pude conhecer ainda mais sobre essa pessoa comunicativa, generosa e divertida que é a Tammy. Com o jeitinho moleca que ela tem, e ao mesmo tempo passando toda a bagagem profissional que carrega consigo, a mulher por onde passa tem amigos. E, conhecendo um pouco da trajetória dela, só te faz admirar mais ainda a pessoa e a autora, que batalhou muito, que perseverou até conseguir um cantinho pra ela. E não só isso, uma pessoa que sobe os degraus e ajuda os outros talentos a subirem também (como foi o caso da Chris e do Mauricio), que trata os colegas de profissão como realmente amigos e não concorrentes! Porque a gente sabe que tem espaço pra todo mundo!

 

Bianca Carvalho

Autora de Romances

Suas Obras: Trilogia das Cartas e Horas Noturnas

A autora, também sócia em uma pequena editora com o marido (Era Eclipse Editora), vem conquistando seu público Bianca Carvalhocom seu jeitinho doce e tímido.

Perguntada sobre a diferenciação que alguns fazem entre a Literatura de Entretenimento e a Alta Literatura, a mediadora pediu pra ela falar justamente sobre a questão de que a Literatura de Entretenimento (inferiorizada por alguns) vende mais do que a Literatura Cult. A autora atribui esse novo cenário ao cotidiano atual das pessoas onde, elas levam vidas tao estressantes que acabam por encontrar nos livros uma válvula de escape, que as entretêm e lhes dá prazer. Ressaltando a importância da leitura dos clássicos, especialmente na formação cultural e histórica dos jovens.

 

Após a apresentação e entrevistas do autores, houve um espaço para as perguntas do público.

A primeira questão, que fui até eu que trouxe, é sobre os clássicos. A necessidade da escola realmente adotar os clássicos, com toda sua bagagem cultural e histórica mas, mesclar também com a literatura mais atual como Patricia Barboza, como a série de livros Harry Potter, a série Diário de um banana. O tema agitou o pessoal, muito deram sua opinião sobre o assunto e a autora Chris Melo, professora, explicou de forma muito clara e inteligente o porquê dos clássicos serem adotados na escola, a literatura base, criando nos alunos do ensino médio e secundário a maturidade necessária para seu amadurecimento intelectual, como um exercício mesmo, onde pode não ser algo fácil ou gostoso mas, ainda sim, é necessário.

Outra questão que foi retornada foi  a questão do preconceito contra homens escrevendo livros para mulheres. O autor novato M. Pattal, que tem Mauricio Gomyde como ídolo, pediu que o autor falasse mais sobre isso. Além dessa questão, ele também lembrou de um vídeo que a Tammy Luciano publicou a certo tempo  atrás com dicas para os novos autores (veja aqui) e que foi um trabalho pesquisado e que realmente é uma caminho que dá certo. Ainda que leve um bom tempo, é um investimento a longo prazo. O essencial é escrever um trabalho de qualidade, o público o autor vai ganhando aos poucos.

O evento, de forma geral, foi um sucesso! Foi maravilhoso estar cercada de pessoas tão bacanas e que gostam de ler tanto ou mais que eu eu! E que venham mais e mais eventos literários maravilhosos como esse.

Em tempo, aproveito para convidar nossos leitores a conhecer a nossa agenda literária. Muitos eventos em todo território nacional listados lá. Não percam! agendem para não perder nenhum!

Um beijo no coração de todos e até a próxima cobertura.

 

Confira aqui a galeria de fotos do evento

 

 

Nova Autora Parceira: Ana Vitola

Ana Vitola – Autora de Meu Clichê e Por Acaso

 

Sobre a autora:

Ana Vitola,  gaúcha, do interior, 24 anos. Ana VitolaEstudante de Biologia e trabalha como Auxiliar de Saúde Bucal. Música e livros sempre a acompanham em todos os lugares, desde as filas no banco a viagens. Escrever tornou-se um alívio na correria do dia-a-dia, tanto que hoje anda sempre com um caderno a mão para rascunhar os próximos capítulos. Tímida até a pessoa a conquistar, depois, ninguém a segura.

 

 

 

Suas Obras:

Meu Clichê

Su é uma promotora de eventos que leva uma vida calma e tranquila com o Gato e seus capa MCinstrumentos musicais. Segundo sua amiga Elis, faltam só mais 39 para ela virar uma solteirona cercada de bolas de pelos. Ela, porém, não dá bola para o jeito que leva sua vida, é feliz assim, na sua rotina que consta de: trabalho – casa – voluntariado no Orfanato local. No final de um de seus eventos, é avisada por uma funcionária que um dos convidados esqueceu o celular e desde então sua vida vira de cabeça para baixo de um jeito que ela nunca poderia imaginar.
Assista ao Book Trailer do Livro

Por Acaso

Sempre me chamaram de maluca, doida, parafuso solto e por ai vai, a infinidade de Por Acaso2apelidos relacionados a isso sempre foi imensa. Mas sempre levei na brincadeira e confesso, adoro ser assim! Tenho a minha vida controlada e sei no que posso me meter ou não. Só tem uma coisa que me deixa mais maluca do que eu já sou, o fracasso em todos os relacionamentos que eu já tive. Vi a minha melhor amiga passar por tudo que é trabalho e mais um pouco para ser feliz, sei que não é fácil, mas pelo visto andam caprichando no que eu vou passar para conseguir a minha felicidade. Mas agora tudo mudou, me meti na maior loucura que alguém possa imaginar. E no momento em que vi aqueles dois olhos, percebi que o meu coração não bate mais no meu peito, e tudo o que tinha sentido na minha vida, mudou.

Acompanhe essa história no Wattpad

 

Contatos:

Página no Facebook

Perfil no Wattpad

 

Apresentando novo membro na equipe: Isabelle Cristine

Leitores do ♥,

Hoje chegou uma nova colaboradora ao nosso Blog! Isabelle

Isabelle Cristine chegou para somar na nossa equipe como resenhista.

Carioca, Botafoguense, apaixonada por livros. Sempre falo que não lê livros, ela os “come”. Adora eventos literários, principalmente quando tem sessão de autógrafos.

 

Gêneros do Coração: Romances

Autores do Coração: Bella Andre, Kristen Proby, Collen Hoover, Jamie McGuire, Mila Wander, Camila Moreira, Bianca Briones….são tantas, rss

Livros do Coração: Trilogia 50 tons de cinza, todos da Bella Andre, Trilogia Métrica…

Livro de cabeceira: Está sempre relendo a trilogia 50 tons de cinza.

 

coração-com-boa-vinda-da-etiqueta-trajeto-de-grampeamento-incluído-34113785

 

Contato: isabellecristine@livrosdocoracao.com.br

Resenha de Livros: A lista

A Lista – Cecelia Ahern

Por Suelem Bolognesi

 

Sinopse:

Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua A Listacarreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.

Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.

Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.


 

A personagem principal do livro, Kitty Logan, está com a carreira de jornalista praticamente arruinada após publicar uma matéria que difamou um homem inocente. Kitty foi suspensa da emissora onde trabalhava, o namorado a abandonou e seu emprego na revista Etcetera está por um fio. Para piorar ainda mais, sua chefe e melhor amiga, Constance, está à beira da morte.

Antes de partir, Constance deixa um trabalho para a jornalista: uma lista com o nome de cem pessoas desconhecidas. Um mistério que deverá resultar na melhor matéria que Kitty já escreveu, em um prazo muito apertado e a sua última chance de permanecer no emprego. A jornalista tem nas mãos o maior desafio de sua vida.

“Alguns dizem que não devemos agir com base em nossos medos, mas, se não houver medo, onde estará o desafio?”

Kitty sai em busca dessas pessoas da lista, se surpreendendo com as histórias que cada um tem para contar e aos poucos vai descobrindo qual o vínculo entre elas.

Comecei a ler o livro com grandes expectativas, achei a capa do livro muito interessante e sou apaixonada pelos livros da Cecelia Ahern. O livro contém uma leitura muito agradável, os personagens são simples e encantadores, e passa uma mensagem muito bonita que nos faz refletir.

“Todos os indivíduos em qualquer parte do mundo têm uma historia extraordinária para contar”

 A história não me decepcionou, o desfecho foi emocionante, senti apenas a ausência de detalhes da vida da personagem principal que acabou ficando secundária em alguns momentos. E no último capítulo, achei que estava faltando a última página, o livro termina no meio do que seria “a conversa”. Enfim, o livro é bom e recomendo.

Minha avaliação: ♥♥♥♥

 

Dados Técnicos:

Páginas: 384

Editora: Novo Conceito

Formatos: E-book e Físico

Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: Solidão

SOLIDÃO – José Maria Mayrink

Por Renata Bustamante

 

SINOPSE

Em 1982, o jornalista José Maria Mayrink, do jornal O Estado de S. Paulo, escreveu Solidaouma surpreendente série de reportagens sobre a solidão em São Paulo, a maior metrópole brasileira. Mendigos, trabalhadores noturnos, presidiários, padres, freiras reclusas, cidadãos comuns foram surpreendidos em sua frágil intimidade.

Eles eram solitários e tristes no meio da multidão. Escrita em estilo literário, como já não se vê na imprensa diária, os relatos comoveram os leitores e tiveram um impacto impressionante. Mais de trinta anos depois, a solidão nas grandes metrópoles não diminuiu. Os solitários continuam sozinhos, agora espalhando suas angústias nas redes sociais. O que era e é ser solitário numa cidade marcada por multidões e ruídos? Quem eram aquelas pessoas que falavam de uma sensação paralisante de abandono? A solidão urbana é mais ampla e assustadora do que se imagina. A solidão de que falam é a mesma que se sente hoje, um dos estigmas da atualidade. A identificação é inevitável.

Este livro é um convite à reflexão sobre o que é a solidão particular de cada um.


Íris Silva das Neves é morador de rua. Arnaldo Alves é vigia de obra. Ana Maria trabalha em uma boate. Joel Camargo de Lima é presidiário. Maria Aparecida Giannocaro é madre. Manoel Carlos, padre. José Moreira é paciente com hanseníase. Joel Pereira dos Santos é cego. Tomás e Cida são viúvos. Antônio é homossexual. O que poderia unir todas estas pessoas aparentemente tão diferentes? A cidade de São Paulo e a solidão.

O dicionário diz que solidão é o estado de quem está desacompanhado ou só. Ledo engano! Solidão é a falta de algo maior, mais significativo. A solidão pode se manifestar em lugares povoados, como é o caso dos personagens do livro – que vivem na maior e mais povoada cidade do país. Viver com um vazio constante: isso é solidão. O sentimento é tão profundo que, por si só, basta como título do livro.

Nos anos 80, reportagens sobre a solidão de paulistanos foram publicadas pelo tradicional jornal O Estado de São Paulo. O jornalista, José Maria Mayrink, foi a campo buscar (muitas!) histórias que, anos depois, foram compiladas neste livro. São relatos emocionantes, genuinamente verdadeiros e carregados de tristeza. Segundo o psicanalista João Batista Ferreira, “a solidão é do mundo, não tanto das pessoas, porque estamos numa época de empobrecimento geral. O mundo está sozinho”.

Eu, particularmente, preciso estar sozinha às vezes. Seja para descansar, pensar em alguma coisa ou não pensar em absolutamente nada! Acho que todos vocês podem se identificar com essa necessidade. Não é disso que o livro trata. O que o autor nos oferece são personagens profundamente solitários – mesmo os que têm família e amigos. Por meio de uma narrativa envolvente, somos levados ao mundo dessas pessoas e a identificação é imediata e real.

Hoje estamos em 2015, mas a leitura é muito atual. “O mundo está ainda mais sozinho. Isso se mostra quase uma ironia. Mudamos, avançamos, progredimos, nascemos aos montes… e enchemos as cidades, cujas solidões se multiplicam”, lamenta o autor. O progresso pode trazer ganhou ou perdas. Quem não se surpreende com as pessoas mais preocupadas com seus smartphones do que com quem está ao lado delas? No livro, Santa Catarina Fernandes da Silva diz que estamos uma época em que o relacionamento humano se perde cada vez mais, por causa das coisas. Enquanto coisas forem mais valorizadas que pessoas, a solidão fará parte de nós.

 

Dados Técnicos:

Páginas: 150

Editora: Geração Editorial

Formatos: E-book e Físico

Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: Mar de Rosas

Mar de Rosa – Nora Roberts

 

Por Thayanne Porto

 

Sinopse:

Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que Mar de rosasfundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês.

Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor.

Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso.

Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado.

Os seis são praticamente uma família. E justamente por isso Emma e Jack nunca revelaram a atração que sentiam um pelo outro.

Mas há coisas que não podem ficar escondidas para sempre.

Mar de rosas é uma história ardente, sexy e divertida sobre as vantagens e os desafios que surgem quando uma grande amizade vira paixão.

 


 

Como vocês já sabem, eu enfrentei meu preconceito literário e li Álbum de Casamento, o primeiro volume do Quarteto de Noivas, da Nora Roberts. Depois de terminar a leitura, fiquei doidinha para achar o segundo, que tem como personagem principal a eterna romântica Emma Grant, a floriculturista da Vows.

Os pais de Emma são um casal perfeito e vivem em um casamento harmonioso. Por isso, Emma sonha em ter um relacionamento como o deles, mas até agora não achou seu par ideal. Enquanto isso, coloca sua paixão na escolha das flores para tornar a celebração das outras pessoas perfeitas. E isso não passa despercebido por Jack Cooke, um amigo de longa data e que sempre teve uma quedinha (ou um tombo) por Emma.

A relação do dois muda drasticamente quando Jack, cansado de só olhar, rouba um beijo da floriculturista, o que a deixa sem chão e confusa. O que fazer agora para não deixar a amizade acabar? A diferença entre os dois poderia ser um grande problema, já que Emma é sonhadora e Jack é prático, além de não gostar muito de relacionamentos. A trama segue em torno disso e dos colegas que tentam ajudar os dois a ficarem juntos.

Confesso que gostei mais do primeiro volume. Achei Emma um tanto quanto infantil, muito cabeça nas nuvens e pouco prática. O romance ideal que ela tanto procurava me deixou incomodada, mas de modo geral o livro terminou bem – e com um grande final feliz, para deixar todos maravilhados.

Mais uma vez, o que chamou a atenção foi a amizade das quatro meninas. Como todas elas já conheciam Jack, não faltaram pitacos ou noites trocando conselhos. Tudo isso e o fato de elas já estarem planejando o casamento de Mac com Carter (meu casal favorito de todos os livros).

Um livro bem bacana, mas não foi o que mais me prendeu.

Minha avaliação: ♥♥♥

 

Dados Técnicos:

Páginas: 339

Editora: Arqueiro

Formato: E-book e Físico

Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: A verdade sobre o caso de Harry Quebert

A Verdade Sobre o Caso de Harry Quebert – Joël Dicker

Por Thayanne Porto

 

Sinopse:

Marcus Goldman viu sua vida se transformar radicalmente. Com apenas vinte e oitoA verdade sobre o caso de Harry Quebert anos, publicou um livro que se tornou um best-seller e o alçou ao status de celebridade, com direito a um apartamento chique em Manhattan, um carrão, uma namorada estrela de TV e presenças constantes nos tapetes vermelhos, além de um contrato milionário para um novo romance. E então foi acometido pela doença dos escritores: a síndrome da página em branco. A poucos meses do prazo para a entrega do novo original, pressionado por seu editor e por seu agente, Marcus não consegue escrever nem uma linha sequer.

Na tentativa de superar seu bloqueio criativo, Marcus recorre a seu amigo e ex-professor Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados dos Estados Unidos, que vive numa bela casa à beira-mar na pequenina cidade de Aurora, em New Hampshire. Às voltas com sua dificuldade em escrever, Marcus é surpreendido pela descoberta do corpo de uma jovem de quinze anos, Nola Kellergan — que desaparecera sem deixar rastros em 1975 —, enterrado no jardim de Harry, junto com o original do romance que o consagrou. Harry admite ter tido um caso com a garota e ter escrito o livro para ela, mas alega inocência no caso do assassinato.

Com a mídia inteira contra Harry, Marcus se lança numa investigação particular, seguindo uma trilha de pistas através dos livros de seu mentor, dos bosques, das praias e das áreas isoladas de New Hampshire em busca da história secreta dos cidadãos de Aurora e do homem que mais admira. Uma teia de segredos emerge, mas a verdade só virá à tona depois de uma longa e complexa jornada.
Para salvar Harry, sua carreira literária e a própria pele, Marcus precisa responder a três perguntas, todas misteriosamente conectadas: quem matou Nola Kellergan? O que aconteceu no verão de 1975? E como escrever um romance verdadeiramente bem-sucedido?


 

 

Por muito tempo, vi esse livro na estante das livrarias. Ele me olhava, eu olhava para ele. Até que, em um bela noite, resolvi levá-lo para a casa, depois de ouvir excelentes recomendações das moças que trabalhavam na Saraiva. Ao longo das páginas, percebi porque aquelas mulheres me indicavam com tanto entusiasmo um livro que, para mim, seria mais um romance policial na minha lista de lidos.

A história é focada em Marcus Goldman, um menino prodígio que se tornou um famoso escritor. O problema é que, depois do sucesso do seu último (e único) livro, Goldman está sofrendo com o chamado “bloqueio de escritor, enquanto seu editor corre atrás dele cobrando o comprimento dos prazos. Ele já atrasou diversas vezes a data para entregar o manuscrito do próximo livro, mas nada do que escreve lhe parece bom.

Para tentar furar o bloqueio, Goldman resolve ir até a pequena cidade de Aurora, nos Estados Unidos, rever seu amigo e professor Harry Quebert. Quebert também é um escritor, mundialmente conhecido pelo seu livro A Origem do Mal, que fala sobre um amor proibido. O que Goldman não espera é que esse amor não é totalmente fictício, e sim inspirado em um relacionamento que Quebert havia tido com uma menina de 15 anos, chamada Nola Kellergan. Essa revelação vem com outro choque: a menina havia desaparecido anos antes, e seus restos mortais são encontrados enterrados no jardim de Quebert. Goldman resolve, então, ir atrás da verdade para poder inocentar o seu amigo, mesmo quando todos acreditam que ele é mesmo o culpado pelo crime.

O livro é muito bom mesmo, mas não é perfeito. Me senti incomodada com os flashbacks da relação Quebert-Kellergan, mas não pela diferença da idade, e sim pelo diálogo melodramático e um tanto quanto piegas. Também achei que, no final, o autor enrolou muito para falar quem era o verdadeiro assassino. Adoro reviravoltas, mas foi uma atrás da outra. Achei que ia ficar melhor se elas fossem um pouco mais espaçadas, ajudaria a absorver melhor as informações.

De modo geral, o suíço Joël Dicker está de parabéns pelo seu livro. Já vi que ele lançou outro, estou bastante animada para colocar minhas mãos nele. Assim que eu acabar de ler, vocês lerão a resenha aqui, no Livros do Coração.

Minha avaliação: ♥♥♥♥

 

Dados Técnicos:

Páginas: 576

Editora: Intrínseca

Formato: E-book e Físico

Link para compra na Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Resenha de Livros: Fatal Angel

Fatal Angel – Tatá Oliveira

Por Bianca Patacho

 

Sinopse:

Luana Alencar uma mulher muito conhecida no mundo empresarial e em várias revistas de capa oficialfofocas, devido a boatos que rolam sobre ela estar envolvida em um clube de sexo. Suas únicas preocupações são a empresa, na qual se dedica com devoção e ao sexo. Mas sua vida irá mudar completamente ao ser alvo de ameaças.
Jhonny sempre foi responsável em seu emprego, até conhecer Luana Alencar, que o contrata como guarda-costas. Porém, sua preocupação não será apenas em mantê-la em segurança, mas, também em sua cama e comprovar se tudo o que falam sobre ela, é realmente verdade.


 

O livro conta a história da Luana e do Oliver. Ambos são personagens de personalidades fortes e estão a todo momento se enfrentando.

Ela teve uma infância difícil, seu pai morreu quando ela era muito jovem e sua mãe era irresponsável e omissa. Aos 16 anos ela foge de casa e conhece uma senhora que a acolhe como a uma filha mas que, alguns anos depois também vem a falecer e, agora sua única família são Bel (sua governanta/mãe) e as amigas-irmas Tatá e Cris. É uma empresária bem sucedida e famosa e, discretamente faz parte de um clube muito especial. Na verdade ela é uma pessoa que criou um muro no coração, evitando que outras pessoas se aproximem, especialmente homens e, por conta dessa escolha ela usa os homens unica e exclusivamente para o sexo, sem comprometimentos. No entanto, ao ser vítima de ameaças constantes, ele acaba por contratar Jhonny Oliver, um guarda-costas que abalará a estrutura do seu muro e o levará por terra;

Jhonny, ao inverso dela, foi criado numa família muito amorosa, tem uma mãe e uma irmã muito presentes em sua vida mas, ainda sim não havia encontrado a mulher que houvesse despertado nele aquele sentimento maior. Essa mulher é Luana que, com sua beleza, seu jeito mandão e controlador desperta nele um sentimento desconhecido, não só de preocupação desesperada por sua vida estar correndo risco mas, ela se torna seu único pensamento e, esse é um diferencial do seu livro: É ele quem vai lutar a todo momento para conquistar permanentemente esta mulher que ele já identificou ter construído uma barreira de aproximação, a mulher que virou sua cabeça e seu coração do avesso.

“(…) depois de ter uma pequena prova do que aquele anjo fatal é capaz de fazer. Ela ainda será o meu fim (…)”

“(…) sinto uma dor rasgar meu peito só de imaginar que algo possa ter acontecido com ela e, eu nao tive tempo de dizer… é nesse momento, em meio ao desespero de saber se ela está bem que reconheco, mesmo sem querer, ela me conquistou com seu jeito mandão, com sua petulância, suas feridas, que a fazem querer manter o controle em suas relações (…)”

A trama de mistério sobre a ameça que Luana vem sofrendo é muito bem desenvolvida e te envolve na leitura de forma muito intensa. Os diálogos são montados sob ambas as perspectivas, com uns bônus de outros personagens (incluindo o vilão). As cenas mais quentes são em doses harmoniosas, nada muito exagerado, o que torna a leitura extremamente prazerosa. Para completar algumas cenas engraçadas são acrescentadas por conta de personagens secundários igualmente carismáticos que ganham espaço no livro com o passar das páginas. Destaque para a amiga Tatá que eu, particularmente, adorei e espero em breve ler uma história dela.

O livro destaca a questão das mulheres bem sucedidas e que comandam com pulso forte, sem perder sua feminilidade e sua doçura. Ele valoriza a amizade, a família, a obstinação, a perseverança, a importância de se fazer um trabalho com responsabilidade e, o amor como ponto de equilíbrio entre dois lados igualmente pesados de uma mesma balança.

Com uma narrativa fluida, personagens envolventes e uma trama bem elaborada, ele te cativa e te deixa louca para desvendar o mistério por trás das ameaças e te leva a torcer para que o casal se acerte e o amor prevaleça. A autora, que pela primeira vez se aventurou no gênero Hot, começou com o pé direito! Super Recomendo! É um livro que te faz pensar numa frase clichê de calçada: Tudo que é bom, dura pouco! ;-(

A continuação da Trilogia As Herdeiras – que conta as histórias das amigas Lulu, Tatá e Cris – já está sendo publicada semanalmente no Wattpad, cujo título do livro é Amor sem Pecado e conta a história da Cris (clique aqui para acompanhar a história).

Minha avaliação: ♥♥♥♥

Para saber mais sobre a autora, clique aqui;

Para assistir ao vídeo do Hangout da autora falando sobre esse livro, clique aqui.

 

Dados Técnicos:

Páginas: 177

Editora: Bezz

Formato: E-book e Físico (em Setembro)

Link para compra na Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie clicando abaixo:

Hangout: 003 Bya Campista

HANGOUTS LIVROS DO CORAÇÃO: Bya Campista

01/07 AS 20H

Google-Hangouts-logo

Leitores do coração ♥,

Tudo bem?ByaCampista

Nosso próximo Hangout será com a autora nacional Bya Campista.

Esse encontro será quarta-feira às 20h no nosso perfil do Gloogle+

Para acompanhar a programação, basta acessar a seção Eventos do nosso perfil e lá estarão todos os encontros agendados. Link aqui.

Para conhecer mais sobre a autora e suas obras, clique aqui.

Uma_Noite_Capa

 

NÃO ESQUEÇA: 01/07 AS 20H

 

Para acessar a página de Hangout 003 – Bya Campista, clique aqui e instale o Plugin (se necessário).

Se você tiver alguma dúvida sobre como usar esse recurso, clique aqui e aprenda como usar.

 

Nossos Hangouts passados:

001 – Elizabeth Bezerra

002 – Tatá Oliveira

Resenha de Livros: A promessa da Rosa

A Promessa da Rosa – Babi A. Sette

Por Vanessa Nunes

Sinopse:

Século XIX: status, vestidos pomposos, carruagens, bailes… Kathelyn Stanwell, a A promessa da Rosairresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não casar-se cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena… Arthur Harold é bonito, rico e obstinado. Vive entre viagens, festas exclusivas e amantes disputadas. Está de volta a Londres em busca de uma esposa adequada. Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, a impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é: o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite, se transforma em uma paixão sem limites. Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúmes e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e sim, pela a única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e enorme teimosia: o seu coração.


 

Primeiramente devo falar dessa autora. Eu disse que não faria esta resenha. Sim eu disse! Depois fiz questão de fazer! Por quê? Porque como leitora, muito mais do que um livro péssimo/ruim/bom/ótimo/maravilhoso tem uma autora. Autores para mim fazem a diferença na compra de um livro e a Babi para mim, é uma excelente escritora e uma pessoa incrível. Ela consegue nos fazer entrar na história e nos sentimos personagens. Esquecemos nossa própria identidade e embarcamos nesta aventura que ela nos proporciona.

Não posso xingar pois todas as vezes que faço isso minha editora muda meu palavrão por uma palavra bonita e complicada do dicionário. Então, eu mesma hoje usarei algumas: Estonteante, arrebatador, deslumbrante, admirável… Sim, estes são alguns adjetivos que traduzem o livro. Quer um livro que te faça chorar, sorrir, ter orgulho, fé, amor, paixão, raiva, e muitos outros sentimentos conflitantes? Encontrou! A Babi escreveu muito bem o primeiro livro (Entre o amor e o silêncio) mas este… Este livro é FENOMENAL! Eu normalmente fluo bem nas resenhas quando as começo, mas desta vez precisei de um tempo para digerir tudo o que li e entendi. Me vi tão envolvida que esqueci do mundo, páginas e mais páginas foram devoradas uma atrás da outra e quando me dei conta já tinha terminado.

“Só para lhe avisar, caso esteja mesmo me cortejando, eu seria uma péssima duquesa. única que prefere ser subornada com óperas ou livros no lugar de jóias e vestidos.”

Que tipo de mulher usa uma frase destas no século em que se passa o livro? Só ela! A protagonista é destemida, linda, simpática, sonhadora, espontânea, inteligente… Bem diferente das mulheres das quais Arthur está acostumado a ver.

Este livro descreve bem os costumes do século da qual pertence, o que as mulheres podem ou não fazer e os dos homens que naquela época podiam tudo, principalmente aqueles com maiores fortunas e nobrezas. Faz-te ver a diferença entre damas e meretrizes, entre viúvas e debutantes. Algumas diferenças são gritantes entre as posturas. Se você não fizer isso ou aquilo não é considerada uma dama e sendo assim é uma meretriz. Não existe consenso ou meio termo.

O livro dá voltas e reviravoltas e te faz sonhar e acreditar e depois mudar de idéia. Te faz xingar, sorrir e ficar brava e depois amar, xingar e amar e amar… Já disse que ele te faz xingar? E amar? Em algumas horas queria dar uns tapas neste Duque metido a besta e noutras dar na Kathelyn. Os personagens durante a leitura crescem e amadurecem de maneira conflitante e você se pergunta: “onde isso vai parar?” e as páginas e páginas que se passam só te fazem prender o folego e desejar mais. Senti as mãos de Kate sobre Arthur, senti sua dor, seu desespero, sua saudade, assim como consegui sentir a raiva de Arthur, seu amor, seus desejos, sua raiva e o desespero de ambos. O nome disso? Livro bem escrito!

Durante o baile mais esperado, Kate invade um aposento e encontra um falcão, um falcão lindo, com olhar atento, intempestivo que ela de cara já se viu encantada por que eles se descobriram gostar das mesmas coisas, assim, tendo uma atração incrível um pelo outro. Eles conversam e ela conta a ele segredos que nunca pensou que pudesse partilhar com alguém. Dando a opinião dela inclusive sobre os nobres cavalheiros e seus títulos. E então ela descobre que ele é nada mais, nada menos, do que o Arthur Harold, o nono duque de Belmont. O homem que todas as mulheres desejam e que querem se casar! Ele começa a cortejá-la e assim se apaixonam. Um mal entendido acaba com toda a paixão que sentiam um pelo outro. A vida dela se torna um inferno depois disso, e ele cai sobre o trabalho. Entre os dois, restou mágoas, raiva, rancor… Eles nunca se esqueceram, mas continuaram seguindo as suas vidas da maneira que conseguiram vivê-la. E então se reencontram, e se desencontram, e se amam e se odeiam… O desejo de vingança é maior do que qualquer outro sentimento que poderia existir, mas será que vingança é apenas o que resta? Enfim… Prepare-se para desidratar com Arthur e Kathelyn porque eu honestamente morri de chorar!

Minha avaliação: ♥♥♥♥♥

 

Dados Técnicos:

Página: 490

Editora: Novo Século

Formato: E-book e Físico

Link para compra Amazon

 

Se vc já leu esse livro, avalie o livro clicando abaixo:

 

Participe, Deixe seu comentário!

Notícias: OFF- FLIP 2015

OFF-FLIP 2015

Na OFF FLIP, vai ocorrer uma mesa de debates sobre autopublicação, com a flip_2015presença da autora Vanessa Bosso, uma das mais conhecidas do gênero no Kindle. Vai também ocorrer a apresentação de uma plataforma para autopublicação, pela qual todos escritores vão poder publicar e vender seus trabalhos. É interessante?

Autopublicação em debate na Off Flip das Letras

Mesa reúne escritores e especialistas no dia 3, às 17h, em Paraty

 

“O próximo capítulo da autopublicação: desafios e oportunidades para o autor na era digital” é o tema da mesa de debates que reúne a escritora Vanessa Bosso, o editor Raphael Secchin, a professora Cristiane Costa e o curador da Off Flip das Letras, Ovídio Poli Junior, no dia 3, em Paraty.

Com plataformas deautopublicação cada vez mais simples e fáceis, o autor hoje tem autonomiapara se encarregar ele mesmo da edição da obra e participar de etapas como comercialização e marketing. Com isso, novas perspectivas são abertas a escritores que estiveram à margem do mercado editorial ou preferem começar com a autopublicação digital.  Já não são poucos os casos que nascem em edições próprias e migram para as listas de mais vendidos ou para as editoras tradicionais. Para isso, contam com ferramentas de “data tracking” para monitoramento e análise do comportamento do leitor, além acompanhamento em tempo real de performance de sua obra no mercado.

Considerada a ”kindlerela” brasileira, a paulista Vanessa Bosso atuou como redatora publicitária durante 15 anos antes de realizar o sonho de se dedicar integralmente à literatura. Optou pela autopublicação em formato de e-books e hoje tem 11 obras publicadas na Amazon. Seu romance para adolescentes A aposta teve mais de 10 mil downloads e por dois anos consecutivos se mantém no topo do ranking da categoria.

Um dos primeiros cases de sucesso de autopublicação na plataforma KDP (Kindle Direct Publishing), Vanessa foi convidada a ir a Nova York para realizar uma entrevista para o vídeo anual da Amazon e participar da prestigiosa BEA (BookExpo America, da American Booksellers Association).  A fama alcançada no mundo dos e-books a levou a assinar um contrato com a editora Novo Conceito para publicação de seus romances em papel, que já rendeu O homem perfeito, cuja primeira edição, de 5 mil exemplares, foi esgotada em apenas quatro meses.

Sócio-fundador da Bibliomundi – uma plataforma de autopublicação, edição, conversão e distribuição de livros digitais, com informações inteligentes do perfil do leitor e da leitura da obra – o carioca Raphael Secchin acumula experiência no mercado editorial nacional e internacional com olhar voltado para as inovações tecnológicas do setor, como o “data tracking” e o “book analytics”, ferramentas que permitem a autores e editores acompanharem em tempo real a reação dos leitores e do mercado livreiro. Formado em Classical Studies, com mestrado em Publishing,pelas universidades de Royal Holloway e City Univeristy of London, Raphael Secchin trabalhou na Nielsen BookScan UK e nas editoras Atlantic Books, Quercus e na maior distribuidora de ebooks da America do Sul, a Xeriph, antes de abrir a Bibliomundi.

Cristiane Costa é pesquisadora do pós-doutorado do Programa Avançado de Cultura Contemporânea da UFRJ, onde coordena o curso de Jornalismo, e estuda novas estratégias narrativas para as mídias digitais. Foi editora de não-ficção da Nova Fronteira, do caderno Ideias, suplemento literário do Jornal do Brasil, do Portal Literal e da revista digital Overmundo.

O mediador da mesa, Ovídio Poli Junior, é escritor, doutor em Literatura Brasileira pela USP é curador da Off Flip das Letras e editor do Selo Off Flip.

Participantes

Da esquerda para direita: Escritora Vanessa Bosso, editor Raphael Secchin (Bibliomundi) e professora Cristiane Costa, da UFRJ.

 

Mesa: O próximo capítulo da autopublicação: desafios e oportunidades para o autor na era digital

Data: 3 de julho de 2015 [sexta-feira]

Local: Casa Off Flip das Letras – Rua da Lapa, 375 (Centro Histórico) – Paraty

17h – Mesa de debate

18h – Coquetel de apresentação da plataforma Bibliomundi 

 

Link de apresentação da Bibliomundi

Página da Autora Vanessa Bosso no Facebook

Fonte: Renan Suchmacher (SPS Comunicação)